Deputados federais agradecem eleitores e prometem trabalhar por MS - CANAL MS

LEIA TAMBÉM

Campo Grande (MS),

Post Top Ad

sexta-feira, 1 de fevereiro de 2019

Deputados federais agradecem eleitores e prometem trabalhar por MS

Agradecimentos e promessas deram o tom das falas dos deputados federais eleitos por Mato Grosso do Sul, durante a posse na Câmara Federal que ocorre nesta sexta-feira (dia 1º), em Brasília.

Mais votada em MS, Rose Modesto (PSDB) agradeceu os 121 mil votos recebidos pelos eleitores, além do apoio das lideranças políticas. “Todos que andaram comigo pelo Estado comigo. Nós estaremos aqui aliançados nesses próximos quatros fazendo o melhor para o Brasil, principalmente para Mato Grosso do Sul”.
Rose citou que vai levar para o plenário as discussões levantadas pela população durante a campanha eleitora. A deputada foi vice-governadora do Estado, durante o primeiro mandato de Reinaldo Azambuja, secretária de Assistência Social e vereadora de Campo Grande.
Acompanhado da família, o deputado federal Beto Pereira (PSDB) também agradeceu ao Estado. “Quero externar minha gratidão e pedir a Deus serenidade, humildade para bem representar o cidadão do meu Estado”.
Fábio Trad (PSD) avalia que os próximos meses serão de “muitos confrontos” no Congresso Federal, mas que espera ter “sabedoria e discernimento” para enfrentar os embates. “Primeiro lugar a gratidão ao povo do Mato Grosso do Sul que me deu quase 90 mil votos, dando-me a oportunidade de protagonizar a luta em defesa do Brasil”.
Em sua página no Facebook, deputado Vander Loubet (PT) publicou que “a luta continua, em defesa dos trabalhadores, em defesa da redução das desigualdades sociais e contra os retrocessos”.
Luiz Ovando, do PSL, também disse ser grato aos "que confiaram e me concederam a credibilidade". "Fiz o juramento de fidelidade à função. Conto com cada um de vocês no exercíciuo deste  mandato".
Com eles, compõem a bancada federal os parlamentares: Loester Souza (PSL), Dagoberto Nogueira (PDT), Beatriz Cavassa (PSDB). De Mato Grosso do Sul, três foram reeleitos. Tereza Cristina (DEM) virou ministra e a vaga será ocupada pela suplente Beatriz Cavassa. Vander Loubet e Dagoberto Nogueira também voltam à Câmara.