Durante reunião, Governo de MS autoriza incentivos para implantação de usina solar em Anaurilândia - CANAL MS

LEIA TAMBÉM

Campo Grande (MS),

Post Top Ad

segunda-feira, 29 de abril de 2019

Durante reunião, Governo de MS autoriza incentivos para implantação de usina solar em Anaurilândia

Em reunião realizada nesta segunda-feira (29), em Campo Grande, o governador de Mato Grosso do Sul, Reinaldo Azambuja, autorizou a concessão de incentivos para que o grupo sul-coreano Korea System Business (KSB) implante uma usina para a produção de energia fotovoltaica em Anaurilândia. A confirmação de que o empreendimento será mesmo construído no município foi feito pelo executivo da KSB, Jong Park, durante evento realizado neste domingo (28), na Câmara Municipal de Anaurilândia.

Segundo Azambuja, que recebeu a comitiva sul-coreana, juntamente com o prefeito de Anaurilândia, Edinho Takazono, e demais lideranças, o Estado de Mato Grosso do Sul já oferece isenção do Imposto Sobre a Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) para peças e equipamentos importados que sejam destinados à produção de energia limpa. Outra vantagem será a isenção de se fazer a compensação ambiental, o que seria indispensável no caso de uma hidrelétrica, por exemplo, ou outros empreendimentos que provocassem impactos no meio ambiente.
Mais um ponto anunciado pelo Poder Executivo Estadual é a agilidade na concessão das licenças ambientais para que a construção possa ser iniciada. Foi acertado na reunião que, dentro de no máximo seis meses após o protocolo do projeto, os devidos licenciamentos ambientais serão providenciados, sendo que, para realizar o primeiro passo, que é o protocolo do projeto, a empresa precisa antes reunir e apresentar uma série de documentos e dados técnicos, exigência que tem como objetivo dar segurança jurídica à parceria.

Na avaliação do prefeito Edinho, apesar de o executivo da KSB já ter anunciado a decisão de investir em Anaurilândia, o apoio do Governo do Estado se mostrou fundamental para a consolidação da parceria. “Neste domingo (28) tivemos o anúncio da decisão dos sul-coreanos em investir em nosso município e, nesta segunda-feira (29), com o apoio garantido pelo governador, conseguimos sacramentar este empreendimento. Até ontem este projeto era um sonho, mas a partir de agora, ele começa a se tornar realidade”, disse Takazono.

Participaram do encontro em Campo Grande, o governador Reinaldo Azambuja; o secretário de Estado de Meio Ambiente , Desenvolvimento Econômico, Produção e Agricultura Familiar, Jaime Verruck; o assessor especial do Governo do Estado, Pedro Chaves; o secretário de Governo, Eduardo Riedel; o prefeito de Anaurilândia, Edinho Takazono; o vice-prefeito, Adolfo Casado; o secretário municipal de Desenvolvimento Econômico, Indústria e Comércio, Elizeu Muchon; o secretário municipal Obras e Infraestrutura, Paulo Gonçalves; todos os vereadores do município e também a comitiva dos investidores sul-coreanos.

Conforme apurado pelo Nova News, o investimento inicial para a construção da usina fotovoltaica é de US$ 1,5 bilhão de dólares, o equivalente a R$ 6 bilhões, sendo que, a longo prazo, dentro de 30 anos, os investimentos são ampliados gradativamente podendo chegar a cerca de US$ 15 bilhões com a implantação também de uma fábrica de lâmpadas de led e de uma indústria de painéis solares, promovendo desta forma o nascimento de um parque industrial no município.