Deputado “detona” homenagens a atletas na Câmara e provoca revolta - CANAL MS

LEIA TAMBÉM

Campo Grande (MS),

Post Top Ad

quinta-feira, 2 de maio de 2019

Deputado “detona” homenagens a atletas na Câmara e provoca revolta

Declaração do deputado federal Loester Carlos (PSL) em suas redes sociais, criticando a concessão de moções de congratulações a atletas, na última terça-feira (30), causou revolta entre os vereadores de Campo Grande durante a sessão da Câmara Municipal nesta quinta-feira (2).
Em resposta ao parlamentar, os vereadores apresentaram uma moção de repúdio e a sessão terminou com o vereador Wellington de Oliveira (PSDB) exibindo áudio de ameaça do representante de Mato Grosso do Sul na Câmara dos Deputados, Loester Carlos. O vereador afirmou que irá analisar com a assessoria jurídica se irá formalizar um boletim de ocorrência.
Na publicação, o deputado federal afirma que fica “puto com vereador/ deputado que da uma ‘moção de congratulação para aluno/ atleta. Pq ao invés de um pedação de papel não pega um pedaço do próprio ótimo salário e da um patrocínio. Isso seria um reconhecimento. Eu faço isso. Ahhh... enfia a moção no c*”.
Como resposta a crítica generalizada, Wellington usou a tribuna, durante a sessão da Câmara, para reprovar o posicionamento de Loester. Após mais de uma hora de discussão, os vereadores de Campo Grande votaram e aprovaram a moção de repúdio as declarações do deputado federal do PSL.
No texto, os parlamentares apontam a atitude como inadmissível. “É inaceitável a postura advinda de um parlamentar representante da população de Mato Grosso do Sul, da qual em meio a sua declaração usa termos pejorativos e de baixo calão”. A moção ainda exige uma retratação pública do deputado Loester Carlos.
Depois do posicionamento de repúdio ser aprovado, Wellington usou a tribuna para expor um áudio com a ameaça do deputado federal. Loester Carlos começa afirmando que o post era sobre “vereadores em geral, vereadores do Brasil”. Depois, faz ameação. “Ele vai fazer uma nota de repúdio na Câmara. Estou cagando para nota de repúdio, se realmente ele fizer. Mas se ele realmente fizer isso, fala para ele que ele tem o telhado de vidro e eu vou para cima dele com força, que eu não citei o nome dele. Se ele citar meu nome em uma nota oficial da Câmara, bixo, ai ele vai ter que aguentar porque ai eu vou ser especifico no nome dele”.