Falsificadores de documentos recrutavam membros para golpes - CANAL MS

LEIA TAMBÉM

Campo Grande (MS),

Post Top Ad

segunda-feira, 6 de maio de 2019

Falsificadores de documentos recrutavam membros para golpes

Presos por falsificação de documentos, Ewerton Bruno Prado Melo de Almeida, 25 anos, e Alisson Magalhães dos Santos, 24 anos, também recrutavam novos membros para da quadrilha. A dupla vendeu para Ezio Miranda Fernandes, 52 anos, o RG falsificado no nome do major da reserva do Exército, Paulo Settervall, 57 anos, assassinado a facadas no dia 14 de abril em Bonito, cidade distante a 257 quilômetros da Capital.
onforme informações do GOI (Grupo de Operações e Investigações), depois da prisão de Ezio, Ewerton, que falsificava os documentos, ficou com medo e vendeu os equipamentos que utilizava na falsificação. Porém, junto com Alisson, ele continuava recrutando novos membros para a quadrilha.
Essas pessoas eram contratadas pela dupla e, utilizando os documentos já falsificados, compravam produtos nos nomes das vítimas em lojas da cidade. Essas mercadorias eram revendidas pela quadrilha.
 o GOI revelou que os golpistas fazem parte de uma quadrilha grande e outros membros estão sendo procurados. Somente na prisão de Ewerton e Alisson, a polícia identificou pelo menos sete vítimas.