MPF abre apuração após Santa Casa fazer "jogo duro" sobre contratos - CANAL MS

LEIA TAMBÉM

Campo Grande (MS),

Post Top Ad

segunda-feira, 13 de maio de 2019

MPF abre apuração após Santa Casa fazer "jogo duro" sobre contratos

O MPF (Ministério Público Federal) abriu procedimento após receber denúncia de “jogo duro” da Santa Casa de Campo Grande em repassar detalhes de contrato com duas empresaS.
o denunciante, que faz parte do Conselho de Administração da ABCG (Associação Beneficente de Campo Grande), responsável pela administração do hospital, informa que boa parte dos contratos é custeada com recursos públicos federais.
A denúncia foi protocolada no mês passado e, conforme a assessoria de imprensa do MPF, resultou na instauração de procedimento pelo Núcleo de Combate à Corrupção. O Ministério Público Federal tem outros quatro inquéritos civis relacionados à Santa Casa, maior hospital de Mato Grosso do Sul.
Neste novo procedimento, o denunciante pede auxílio da procuradoria para ter acesso a documentos e contratos firmados com as empresas Eclin Gestão em Engenharia Clínica e Norge Pharma Comércio de Medicamentos e Soluções em Saúde Ltda.
As informações foram solicitadas por ele ao hospital, mas sem sucesso. Sobre a Eclin, o denunciante disse que conseguiu saber que tem sede em Goiânia e filiais nos Estados de São Paulo e Maranhão. “Registra ainda que nada consta a respeito das empresas subcontratadas pela Eclin na prestação de serviço em cumprimento ao contrato”, informa a denúncia.
De acordo com a Santa Casa, o contrato com a Eclin, em vigor há alguns meses, é para manutenção predial, instalação elétrica, hidráulica e ar-condicionado. O contrato é classificado como “ganha-ganha”. Se houver redução de despesas, a empresa recebe incentivo.
O contrato com a Norge Pharma é para controle de estoque no almoxarifado e dispensa de medicamentos. Os remédios recebem etiqueta com código de barras.