Guarda será transferido para Presídio Federal para "preservar ordem" em MS - CANAL MS

LEIA TAMBÉM

Campo Grande (MS),

Post Top Ad

sábado, 22 de junho de 2019

Guarda será transferido para Presídio Federal para "preservar ordem" em MS

A transferência do guarda municipal Marcelo Rios, 42 anos, à penitenciária federal foi determinada para “preservar a ordem e a disciplina da unidade penal”, neste caso, o Centro de Triagem, para onde foi levado desde o dia 28 de maio.
A mudança de endereço foi realizada ontem, por volta das 11h, sob escolta de equipe do Cope (Comando de Operações Penitenciárias), grupo especial da Agepen (Agência Estadual de Administração do Sistema Penitenciário).
Além da preservação da ordem, segundo a Agepen, transferência também é uma forma de “preservar a integridade física” do preso.
Em caráter emergencial, Rios foi levado à Penitenciária Federal de Campo Grande, até a transferência definitiva para unidade similar em Mossoró (RN). Datada de 19 de junho, a decisão é do juiz da 5ª Vara da Justiça Federal, Dalton Igor Kita Conrado, corregedor da penitenciária federal de Campo Grande.
Marcelo Rios foi preso no dia 19 de maio com arsenal de guerra em uma casa no bairro Monte Líbano. No flagrante, foi levado ao Garras (Delegacia Especializada de Repressão a Roubos a Banco, Assaltos e Sequestros), mas “suplicou” por transferência por não se sentir seguro na cela da delegacia.
Carta anexada ao pedido de transferência para o CT, escrita por Marcelo Rios (Foto/Reprodução)Carta anexada ao pedido de transferência para o CT, escrita por Marcelo Rios (Foto/Reprodução)
A transferência ao Centro de Triagem ocorreu no dia 28 de maio, juntamente com outros dois guardas municipais, investigados por ameaçar testemunhas após o flagrante do colega com arsenal: Rafael Antunes Vieira e Robert Vitor Kopetski. Os dois já foram liberados no dia 31 daquele mês.