Ministério da Saúde libera R$ 1,3 milhão para cirurgias eletivas no Estado - CANAL MS

LEIA TAMBÉM

Campo Grande (MS),

Post Top Ad

segunda-feira, 29 de julho de 2019

Ministério da Saúde libera R$ 1,3 milhão para cirurgias eletivas no Estado

O Ministério da Saúde prorrogou a estratégia de ampliação do acesso às cirurgias eletivas pelo SUS (Sistema Único de Saúde) e disponibilizou R$ 100 milhões para a realização dos procedimentos nos estados e Distrito Federal. Mato Grosso do Sul ficou com R$ 1,306 milhão - equivalente a 1,31% do bolo.
A prorrogação é válida até dezembro deste ano e foi publicada na edição de hoje do DOU (Diário Oficial da União). Os recursos disponibilizados são do Faec (Fundo de Ações Estratégicas e Compensação).
O montante liberado foi dividido de acordo com a população de cada estado. Assim, São Paulo ficou com o maior repasse, com 45 milhões de habitantes, ficou com a maior fatia, de R$ 21,7 milhões. Com 522,6 mil residentes, Roraima abocanhou a menor cota, de R$ 251,6 mil.
O repasse para Mato Grosso do Sul é inferior ao liberado em fevereiro deste ano, quando portaria do ministério disponibilizou R$ 1,9 milhão para cirurgias eletivas. Naquele mês, o total oferecido pela pasta foi R$ 150 milhões.
Eletivas - A verba serve para custear cirurgias de média e alta complexidade que não precisam ser realizadas em caráter de urgência, ou seja, podem ser agendadas. Entre os procedimentos oferecidos pelo SUS estão cirurgias de pele, tecido subcutâneo, oftalmológicas; cirurgias das glândulas endócrinas; cirurgias do sistema nervoso central e periférico; cirurgias das vias aéreas superiores, da face, cabeça e pescoço; cirurgias e oncológicas; cirurgias do aparelho circulatório e digestivo e cirurgias do aparelho osteomuscular.