Secretário adjunto de Estado, Luiz Roberto, Prefeito Rogério Rosalin lançaram obra de asfaltamento da MS 223 de Figueirão para Costa Rica. - CANAL MS

LEIA TAMBÉM

Campo Grande (MS),

Post Top Ad

terça-feira, 13 de agosto de 2019

Secretário adjunto de Estado, Luiz Roberto, Prefeito Rogério Rosalin lançaram obra de asfaltamento da MS 223 de Figueirão para Costa Rica.

O início da obra de pavimentação do segundo trecho da rodovia MS-223, entre os municípios de Figueirão e Costa Rica, foi autorizado pelo governador do Estado, Reinaldo Azambuja. O prefeito de Figueirão, Rogério Rosalin, um dos mentores do projeto, ressaltou que a chegada da infraestrutura rodoviária é uma vitória do município e que teve início após um trabalho de competência  da sua gestão e do seu vice-prefeito Fernando Martins e parceria com o Estado.
É uma vitória do município. Eu sou da base do governo, a minha fama de competente é grande, então quando você consegue unir a credibilidade e competência e confiança, as coisas acontecem. Em 2015, a gente fez o pedido ao Governador e ele fez esse compromisso, e esse asfalto eu sempre cobrei. Antes disso, só tinha o projeto, no final de 2017 ele consolidou e falou que ia fazer o asfalto, e agora a obra teve início” – acrescentou o prefeito do município Rogério Rosalin.
Segundo o prefeito, essa obra será um divisor de águas para Figueirão e também para Costa Rica.
Esse asfalto é um divisor de águas principalmente para nossa economia, no primeiro momento o impacto é muito grande para a população de Costa Rica e também de Figueirão na questão de logística. De Costa Rica pra ir pra Capital do Estado, Campo Grande e Figueirão que toda a sua movimentação bancária e relacionada à saúde é em Costa Rica”, defendeu.
Visita à obra
No primeiro trecho em execução desde abril deste ano, a partir de Costa Rica, são 32,5 km, com cerca de 15% já pavimentados e 32% de serviços concluídos em terraplenagem e drenagem. Nessa frente, o trajeto original da rodovia foi alterado, cortando lavouras de cana-de-açúcar e reduzindo curvas e o trecho em 2 km. O investimento total da obra é de R$ 84 milhões, recursos do Fundersul (Fundo de Desenvolvimento do Sistema Rodoviário de MS).
A MS-223 corta os dois municípios, interligando-se à MS-306, na divisa do Estado com Goiás, e com as BR-359 e MS-217, em Coxim. Com a chegada da infraestrutura viária nos 61 km em obras, o acesso à Costa Rica, partindo de Campo Grande – ou vice-versa -, encurta o caminho em 80 km trafegando pela MS-436, passando por Camapuã, trecho de 150 quilômetros já pavimentados. Hoje, a rota usada é o contorno pelas rodovias BR-060 e MS-306.
O início da pavimentação dos últimos 28,5 km foi acompanhado pelo secretário-adjunto de Infraestrutura, Luis Roberto Martins de Araújo, diretores da Seinfra e da Agesul (Agência Estadual de Gestão de Empreendimentos) e pelos prefeitos de Figueirão, Rogério Rosalin, e de Camapuã, Delano de Oliveira Huber. Presentes também vereadores de Figueirão e engenheiros da obra, que contratou 150 trabalhadores, a maioria do município.
O lançamento oficial da obra deve acontecer em Setembro, com a visita do governador do Estado ao município.
“A gente está com uma programação, dia 27 de Setembro o governador vai fazer um lançamento oficial desse asfalto e vamos inaugurar diversas obras em nome de Figueirão. A gente termina o mandato, com certeza, com quase 100% de asfalto no nosso município”, finaliza.