Deputados preparam emendas para atender suas bases eleitorais - CANAL MS

LEIA TAMBÉM

Campo Grande (MS),

Post Top Ad

terça-feira, 22 de outubro de 2019

Deputados preparam emendas para atender suas bases eleitorais



Com a apresentação do orçamento para 2020, os deputados estaduais já começam a preparar suas emendas, que serão anexadas à proposta do governo estadual. Eles aproveitam este período para atender regiões e segmentos que fazem parte de suas bases eleitorais.

A Assembleia vai definir o relator do orçamento, que em breve irá abrir o prazo para apresentação das emendas. Ele ainda pode fazer uma “filtragem” nas indicações, antes da peça orçamentária seguir para votação. A matéria precisa ser apreciada até o final do ano, antes do recesso parlamentar.
O deputado Rinaldo Modesto (PSDB) adiantou que um dos seus focos será o pedido para continuidade nas reformas das escolas estaduais. “Ao todo são 377 escolas (estaduais) e o governo já restaurou boa parte delas. Nosso pedido é para que haja a conclusão das reformas, até o final do mandato”, adiantou.
O tucano ainda citou que vai pedir o envio de kits de robótica para escolas estaduais. “Assim haverá aulas de como montar os robôs e aprendizado sobre esta tecnologia”, disse Rinaldo, que tem a área de educação como uma das suas bases.
Estrada a ser implantada em Porto Esperança. (Foto: Divulgação)Estrada a ser implantada em Porto Esperança. (Foto: Divulgação)
Pantanal - Já Evander Vendramini (PP) vai apresentar emendas que tratam de obras e recursos para região do Pantanal, seu principal reduto eleitoral. “Iremos pedir ações na área da saúdeeducação e infraestrutura para região, como a conclusão da estrada que liga a rodovia BR-262 até o distrito de Porto Esperança”.
Renato Câmara (MDB) vai ainda avaliar que emendas irá apresentar, no entanto adiantou que deve pedir mais recursos para o fundo estadual do idoso. Ele é o presidente da frente parlamentar que trata sobre o tema. “Vamos requisitar que haja previsão orçamentária ao fundo em 2020”.
Dourados - Neno Razuk (PTB) ponderou que uma das suas indicações é aumentar o repasse e recursos para Uems (Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul), que tem sede em Dourados, sua principal base eleitoral. “A instituição não pode ter cortes para o ano que vem, pelo contrário, tem que se aumentar os recursos”.
Presidente da comissão de Agricultura, Márcio Fernandes (MDB) adiantou que haverá emendas que possam contribuir com o agronegócio, como na construção de pontes de concreto, cascalhamento de estradas e equipamentos para agricultura. “Tudo que for ajudar com a produção e crescimento do setor”.
Orçamento – Com a previsão de receita de R$ 15,8 bilhões para 2020, o projeto do orçamento aponta um crescimento de 5%, em relação ao ano anterior. O governador Reinaldo Azambuja (PSDB) avalia que é uma “projeção conservadora”, que leva em conta a situação da economia nacional.

Os deputados também entendem que a previsão (crescimento) é “boa e razoável”, já que a nível federal, o crescimento é menor do que em Mato Grosso do Sul. Eles ainda citaram que o bom rendimento da arrecadação, depende das ações da economia nacional para 2020.