Governador prevê acréscimo de menos de 5% na receita estadual - CANAL MS

LEIA TAMBÉM

Campo Grande (MS),

Post Top Ad

segunda-feira, 7 de outubro de 2019

Governador prevê acréscimo de menos de 5% na receita estadual



Mato Grosso do Sul terá receita em 2020 maior que a deste ano, mas o crescimento deve ser menor que 5%. A previsão é do governador Reinaldo Azambuja (PSDB) que, durante a inauguração de casas no Residencial Rui Pimentel nesta segunda-feira (7), comentou que o PPA (Plano Plurianual), que prevê despesas até 2022, e o orçamento já estão sendo elaborados e devem ser levados em breve para a Assembleia Legislativa.

“Vai ser dentro do que se vê no cenário nacional, com baixo crescimento. Temos que equilibrar receitas e defesas e torcer para que a economia melhore. Ainda não temos os números finalizados”, afirmou. Questionado se seria 5% (crescimento), igual a previsão da LDO (Lei de Diretrizes Orçamentárias), apenas disse: "Acredito que não". 
Reinaldo revelou ainda que vai esta terça-feira novamente para Brasília (DF) para mais um encontro do Fórum dos Governadores. Dentre os temas a serem discutidos está novamente a distribuição do Fundo Nacional de Segurança Pública, seção onerosa do Pré-sal, recursos do Fundeb [Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação] e da partilha da Lei Kandir.
Só para a segurança, Mato Grosso do Sul teria R$ 13 milhões para receber do governo federal, conforme estimativa do governo.
O governador afirmou que, contudo, não conta com o dinheiro extra para honrar despesas como 13º salário dos servidores. O valor será depositado integralmente em dezembro e segundo Reinaldo, o recurso já está bem encaminhado.