Com tanque de guerra e fuzil, militares agridem jornalistas na fronteira - CANAL MS

LEIA TAMBÉM

Campo Grande (MS),

Post Top Ad

sexta-feira, 27 de dezembro de 2019

Com tanque de guerra e fuzil, militares agridem jornalistas na fronteira

Militares do Exército paraguaio agrediram jornalistas que cobriam uma ameaça de invasão na manhã desta sexta-feira (27) em Pedro Juan Caballero, cidade vizinha de Ponta Porã (MS), a 323 km de Campo Grande.
Armados com fuzil, os militares comandados pelo tenente-coronel Sergio Espinoza impediram os repórteres de fazer imagens deles e das famílias que estavam próximas à área militar localizada na margem da Ruta 5, rodovia que liga Pedro Juan Caballero à capital Asunción.
De acordo com jornalistas da fronteira ouvidos
, os repórteres de jornais e emissoras de TV baseados em Pedro Juan foram ao local para acompanhar a ameaça de ocupação da área militar por famílias sem-teto.
Quando tentavam gravar imagens e tirar fotos da movimentação, os repórteres foram agredidos. Marciano Candia, do jornal Última Hora, foi jogado ao chão, como mostra vídeo gravado por outros repórteres.