Contribuintes lotam auditório para aproveitar último dia de Refis - CANAL MS

LEIA TAMBÉM

Campo Grande (MS),

Post Top Ad

segunda-feira, 23 de dezembro de 2019

Contribuintes lotam auditório para aproveitar último dia de Refis

Cerca de 100 contribuintes chegaram cedo à Central do IPTU para renegociarem suas dívidas no último dia do Refis Natalino, em Campo Grande. Foi feita uma fila com entrega de senhas antes do local ser aberto e depois o grupo lotou o auditório para espera do atendimento. Ao todo são 48 guichês, sendo 11 preferenciais.
Apesar da fila na entrada, o movimento ficou tranquilo após começar os atendimentos. O militar Otávio Godói, de 49 anos, disse que no seu caso ele não deixou para última hora, já que comprou um terreno na semana passada, que fica no Bairro São Conrado, e resolveu aproveitar o Refis para quitar a dívida do local. “Conseguir o desconto e virar o ano com a questão resolvida”.
Já o mestre de obras Bernardo Sanabre, 52, contou que recebeu o comunicado da dívida e agora vai tentar renegociar as contas. “Nunca participei (Refis), mas este ano recebi a cartinha e vim até aqui ver o que consigo de desconto, até porque tem que pagar imposto”.
Elena Camposano, 55, que mora no bairro Rouxinóis, disse que está retornando ao local, já que da primeira vez chegou a renegociar a dívida, mas precisava pagar a primeira parcela, por isso voltou nesta segunda-feira (23). “Não está fácil para ninguém, mas toda ajuda que tiver é bem-vinda”.
Prazo – Termina hoje (23) o prazo para adesão ao Refis Natalino, que já tinha arrecadado até este final de semana R$ 4,7 milhões. A expectativa do secretário municipal de Finanças, Pedro Pedrossian Neto, é conseguir chegar a R$ 10 milhões. O atendimento na Central do IPTU é das 8h às 16h, inclusive no horário de almoço. A central fica localizada na Rua Arthur Jorge, 500.
Quem optar pelo pagamento à vista poderá quitar seus débitos com até 90% de desconto nos juros e na multa. A novidade deste novo programa é que ele oferece descontos aos contribuintes com débito de 2019. No caso de parcelamento ou reparcelamento em até seis vezes, a remissão será de 75%. Para quem pagar em 12 parcelas, o desconto cai para 30%.