Em surto, mulher sai de motel e morre debaixo de caminhão na Capital - CANAL MS

LEIA TAMBÉM

Campo Grande (MS),

Post Top Ad

sexta-feira, 17 de janeiro de 2020

Em surto, mulher sai de motel e morre debaixo de caminhão na Capital

Mulher de 28 anos, que ainda não teve a identidade divulgada, morreu por volta das 20h desta quinta-feira (16) na rodovia BR-262, na saída para Três Lagoas, em Campo Grande. A vítima, que segundo testemunhas estava aparentemente em surto, saiu de um motel a pé, atravessou a rodovia e entrou entre o pneu e o eixo de um caminhão que estava parado no acostamento, próximo ao cruzamento com a Avenida Doutor Paulo Adolfo Bernardo, que dá acesso ao Bairro Maria Aparecida Pedrossian.
Quando as equipes de salvamento chegaram ao local ela já estava morta, possivelmente ao ter um mal súbito. Empresário que estaria com a mulher no motel, fugiu do local em uma camionete modelo Amarok, prata, e ainda não foi localizado pela polícia. Uma dona de casa, de 34 anos, que preferiu não se identificar, conta que tentou conter a vítima.
“Comecei a ouvir os gritos dela dentro do motel. Ela dizia que o homem iria matar ela e então ela saiu correndo para fora. Eu fiquei preocupada e vim tentar ajudar”, comenta. Ainda segundo a moradora a vítima estava visivelmente descontrolada e teria se jogado em meio a vegetação à margem da rodovia.
“Eu pedia para ela se levantar, dizia que ia ficar tudo bem, mas ela falava que a mãe dela não podia ver ela daquele jeito”, conta. O homem teria tentado ajudar a controlar a mulher antes de fugir. “Ele dizia que ela ia acabar com a vida dele até que em determinado momento ele jogou as coisas dela na rua e foi embora”, completa a moradora.
Em seguida a vítima atravessou a rodovia e foi até o caminhão que estava parado, próximo ao cruzamento com a Avenida Doutor Paulo Adolfo Bernardo. Testemunhas e o motorista tentaram retirar a vítima, mas ela se negou a sair debaixo do caminhão.
O Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência) e o Corpo de Bombeiros também foram acionados, mas ela passou mal e morreu antes de ser resgatada. O corpo da vítima será encaminhado ao IMOL (Instituto de Medicina e Odontologia Legal) onde a causa da morte deve ser investigada.