Falta em consultas sem justificativas atrapalha o bom andamento das unidades de saúde - CANAL MS

LEIA TAMBÉM

Campo Grande (MS),

Post Top Ad

quinta-feira, 20 de fevereiro de 2020

Falta em consultas sem justificativas atrapalha o bom andamento das unidades de saúde

Você sabia que quando você marca uma consulta e não comparece outra pessoa deixa de ser atendida? Certamente, a maioria dos casos de falta em consultas agendadas acontece por motivos de força maior, contudo, mesmo não podendo comparecer, o beneficiário pode e deve desmarcar a consulta com antecedência mínima de 24 horas.

Desmarcar a consulta permite que outro beneficiário consulte nesse horário, evitando assim, que a agenda fique cheia e haja prejuízos para os profissionais, para outros pacientes e, consequentemente, para o plano de saúde. Quando a consulta é desmarcada na última hora, não permite que outro paciente seja comunicado e chegue à consulta em tempo hábil.

Apenas em 2019, no Centro Médico e de Diagnóstico Avançado (CMDA) da Cassems, na Capital, 32.321 consultas agendadas não foram realizadas porque os beneficiários não compareceram e não justificaram as faltas. Durante todo o ano passado, na Clínica da Família, 3.963 consultas não aconteceram devido à falta dos beneficiários. Na Clínica Carandá Bosque, foram 1.873 faltas no último ano e, ainda, o Centro Integrado de Assistência Psicossocial (Ciaps) teve 3.813 ausências de pacientes.

A diretora de Assistência à Saúde, Maria Auxiliadora Budib, explica que a simples ação de desmarcar a consulta beneficia toda a estrutura de atendimento, inclusive, o cumprimento das resoluções da Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS), principalmente, a Resolução Normativa 259/2011. “Se nós conseguirmos disponibilizar essas vagas, certamente, teríamos uma menor espera no setor de marcação de consultas e, principalmente, nos ajudar a cumprir a RN 259 da ANS, que estabelece prazos para atendimento de consultas”, explica Budib.