André cobra lealdade e sugere saída aos que "insurgirem" contra candidato - CANAL MS

LEIA TAMBÉM

Campo Grande (MS),

Post Top Ad

quarta-feira, 11 de março de 2020

André cobra lealdade e sugere saída aos que "insurgirem" contra candidato

As mensagens do ex-governador André Puccinelli (MDB) têm feito sucesso nos grupos de whatsapp. Na mais recente, ele cobra lealdade dos colegas de partido e pede para que todos "vistam a camisa" pela candidatura de Márcio Fernandes à Prefeitura de Campo Grande.Para o ex-governador, nesse momento é preciso ter disciplina partidária. "Aos que se insurgirem, peçam licença do partido. Ou se tem lealdade e disciplina ou não. Em especial aos candidatos à vereador", disse, sem citar nomes.
André insiste que não disputará a eleição municipal deste ano e pede o direito ao esquecimento em 2020. "Eu não vou ser candidato e a mensagem é para dizer: esqueçam o André agora".
Hoje pela manhã, em entrevista ao Campo Grande News, ele afirmou que a ideia de enviar a mensagem surgiu porque a base do partido ainda mantém vários grupos de whatsapp com o nome "Volta André".
Puccinelli explica que o texto não é direcionado a nenhum membro do partido. "Mas ainda tem muitos que pensam com a ideia das regras antigas da eleição", detalha. "Na base do MDB não vai ter problema. Se eu estou pedindo, os que são 'andresista' vão respeitar. O retornou já começou", completa.
O vereador Loester Nunes (MDB) reconhece que existe grupo que pede a volta do André. "Mas ele decidiu que não e acabou. Essa colocação é exatamente para que o grupo de candidatos a vereador assuma responsabilidade e tenham consciência para apoiar o candidato posto. Porque se um candidato a vereador não aceitar isso não tem como ser candidato mesmo", diz. "Eu estou satisfeito com a decisão do partido", completa.
Já o vereador Wilson Sami (MDB) reforça que o nome do candidato foi deliberado dentro do partido. "O Márcio Fernandes é o nosso candidato, é unânime", afirma.
O presidente estadual do MDB, Júnior Mochi, explica que a mensagem foi direcionada para a base do partido. "Ele quis traduzir para todos que a candidatura é do Márcio Fernandes. Porque o pessoal acha que o André vai pode ser candidato. Todo mundo perguntar e ele está deixando claro", afirma.