Já a advogada Tayná Nunes, 29, comprava “só o básico” nesta manhã. “Não adianta surtar, o pessoal tem exagerado um pouco. Dá pra ir comprando conforme a necessidade sem fazer loucura. O pessoal fala para evitar aglomeração, mas ninguém respeita”, dispara. O policial militar Vinicius Rodrigues, 25, correu para o mercado depois do que chamou de “colapso do vírus”. De luvas cirúrgicas e máscara, lembrou dos familiares na Itália - considerada epicentro atual do novo coronavírus - e falou que “só quem tem parente fora entende”. No carrinho, muitos produtos alimentícios, a maioria não-perecível. “Os mercados na Itália foram fechados. Alguns estão deixando entrar só dois de cada vez. Se lá já está complicado, imagina aqui daqui a pouco”, prevê. - CANAL MS

LEIA TAMBÉM

Campo Grande (MS),

Post Top Ad

quinta-feira, 19 de março de 2020

Já a advogada Tayná Nunes, 29, comprava “só o básico” nesta manhã. “Não adianta surtar, o pessoal tem exagerado um pouco. Dá pra ir comprando conforme a necessidade sem fazer loucura. O pessoal fala para evitar aglomeração, mas ninguém respeita”, dispara. O policial militar Vinicius Rodrigues, 25, correu para o mercado depois do que chamou de “colapso do vírus”. De luvas cirúrgicas e máscara, lembrou dos familiares na Itália - considerada epicentro atual do novo coronavírus - e falou que “só quem tem parente fora entende”. No carrinho, muitos produtos alimentícios, a maioria não-perecível. “Os mercados na Itália foram fechados. Alguns estão deixando entrar só dois de cada vez. Se lá já está complicado, imagina aqui daqui a pouco”, prevê.

Mais baixa do que nos últimos dias, a temperatura máxima em Mato Grosso do Sul nesta quinta-feira (19), de acordo com  Inmet (Instituto Nacional d Meteorologia), é de 36°C, com mínima de 21°C. Segundo o Instituto, nesta quinta pancadas de chuva com trovoadas começam na região sul do Estado.Para esta região, a previsão é de temperaturas entre a máxima de 31°C e a mínima de 21°C, em cidades como Dourados, Ponta Porã e Amambai. Nas outras regiões, segundo o Inmet, a chuva chega nos próximos dias.

Frente fria- Uma frente fria atua no sul e centro do estado. A alta de nebulosidade e formação de nuvens carregadas ocorre em razão da mudança na direção dos ventos que levam umidade ao oceano. Conforme o Inmet, “os ventos de norte passam para ventos de sul”, o que provoca entrada de alta pressão na retaguarda da frente fria.

Assim, pontua o Instituto, pancadas de chuva com trovoadas chegam a partir do sul do estado. Na sexta-feira (20) a frente fria se desloca para o oceano. Até lá, por esse percurso, leva umidade para o centro e o norte de Mato Grosso do Sul. É assim que ocorrem chuvas com trovoadas nessas regiões.

Enquanto a nebulosidade deve diminuir no sul, no sábado (21), as pancadas de chuva se concentram no centro-norte e nordeste e noroeste do estado. Nas demais áreas, a previsão do Inmet é de dia de sol com poucas nuvens. No domingo (22) ocorrem pancadas de chuva, especialmente no norte do estado, diz a previsão, em razão do calor e da umidade ainda disponível.

Temperaturas – Nesta quinta-feira, o Inmet prevê máxima de 30 e mínima de 23 graus em Campo Grande. No centro norte, São Gabriel do Oeste e Coxim podem esperar temperaturas entre a máxima de 34°C e 22°C. Três Lagoas, Água Clara e Brasilândia, na região leste, registram máxima de 36°C e mínima de 24°C. No Pantanal, Corumbá e Miranda podem esperar que os termômetros fiquem entre a máxima de 35°C e a mínima de 24°C.