Licitação para radares voltarem à ativa deve sair em 30 dias, anuncia Rudel - CANAL MS

LEIA TAMBÉM

Campo Grande (MS),

Post Top Ad

quinta-feira, 12 de março de 2020

Licitação para radares voltarem à ativa deve sair em 30 dias, anuncia Rudel

Nos próximos 30 dias, o governo estadual deve abrir licitação para contratar a empresa responsável pelos redutores de velocidades. Desde setembro o ano passado, 144 equipamentos foram, após rescisão contratual entre o Detran-MS (Departamento Estadual de Trânsito de MS) e a empresa Perkons S/A, por conta de dívida de R$ 10,4 milhões.
12/03/2020 11:14

Licitação para radares voltarem à ativa deve sair em 30 dias, anuncia Rudel

Diretor-presidente do Detran, Rudel Trindade, disse que equipamentos devem voltar a funcionar em prazo de quatro meses

Silvia Frias
  • Imprimir
  •  
  •  
Equipamentos foram desligados desde agosto e contrato rescindido em setembro (Foto/Arquivo: Fernanda Palheta)Equipamentos foram desligados desde agosto e contrato rescindido em setembro (Foto/Arquivo: Fernanda Palheta)
Nos próximos 30 dias, o governo estadual deve abrir licitação para contratar a empresa responsável pelos redutores de velocidades. Desde setembro o ano passado, 144 equipamentos foram, após rescisão contratual entre o Detran-MS (Departamento Estadual de Trânsito de MS) e a empresa Perkons S/A, por conta de dívida de R$ 10,4 milhões.
O anúncio foi feito hoje, em coletiva do novo diretor-presidente do Detran-MS, Rudel Trindade. Em novembro, o governador do Estado, Reinaldo Azambuja, havia dito que a licitação sairia “nos próximos dias”.
Segundo Trindade, até o funcionamento efetivo dos equipamentos, calcula-se prazo de quatro meses, entre abertura do certame e instalação, levando-se em conta os prazos dos recursos que podem ser interpostos pelas empresas concorrentes.
Os 144 redutores de velocidade foram desligados desde o dia 15 de agosto de 2019, em rescisão por parte da empresa, que cobrava dívida de R$ 10,4 milhões. Somente em Campo Grande, foram desligados 12 equipamentos instalados no Parque dos Poderes.
A rescisão amigável referente ao “serviço contínuo de gerenciamento eletrônico de trânsito”, firmado entre a Perkons e o Detran-MS” foi publicada no Diário Oficial do dia 19 de setembro de 2019.
De acordo informações anteriores, a dívida de R$ 10,4 milhões foi abatida e recalculada em R$ 7,8 milhões, pagas em parcelas.