Mulheres silenciam deputado com calcinha que “incomoda muita gente” - CANAL MS

LEIA TAMBÉM

Campo Grande (MS),

Post Top Ad

terça-feira, 3 de março de 2020

Mulheres silenciam deputado com calcinha que “incomoda muita gente”

Pelo menos 60 mulheres atenderam ao “Calcinhaço”, ato convocado em repúdio a trio de deputados estaduais que, na tribuna da Assembleia Legislativa, se levantou contra mulheres que teriam tirado as calcinhas em frente a igreja evangélica na Rua 14 de Julho, Centro de Campo Grande, durante o Carnaval. O grupo ocupou o plenário da Casa legislativa na manhã desta terça-feira (3).As mulheres confrontam as falas de Rinaldo Modesto (PSDB), Herculano Borges (SD) e Lucas de Lima (SD). Na semana passada, os três usaram o microfone da Assembleia para mostrar indignação após relatos que teriam ouvido de fiés.
Segundo os membros da bancada evangélica, algumas mulheres "tiraram as calcinhas" em frente à IECG (Igreja Evangélica de Campo Grande), que fica na 14 de Julho, quase esquina com a Avenida Mato Grosso. Tradicionalmente, o ponto fica no circuito dos foliões que aproveitam o Carnaval de rua da Capital.
Nesta terça, com calcinhas nas mãos, cartazes e camisetas com frases feministas, mulheres se concentraram em frente ao prédio da Assembleia e entraram no plenário antes do início da sessão.
O grupo entoava palavras de ordem como “calcinhas unidas jamais serão vencidas” e “uma calcinha incomoda muita gente”. Varal foi montado para pendurar as roupas íntimas, que serão doadas para mulheres em situação de rua após o protesto.