Na volta dos EUA, Nelsinho Trad se isola por causa do novo coronavírus - CANAL MS

LEIA TAMBÉM

Campo Grande (MS),

Post Top Ad

quinta-feira, 12 de março de 2020

Na volta dos EUA, Nelsinho Trad se isola por causa do novo coronavírus

Depois de viajar na comitiva do governo federal onde estava o chefe da Secom (Secretaria Especial de Comunicação), Fabio Wajngarten, desde ontem com suspeita de ter o coronavírus, o senador Nelsinho Trad (PSD-MS) decidiu ficar isolado. Sem apresentar qualquer sintoma, o parlamentar de Mato Grosso do Sul está em casa, em Brasília (DF), e afirmou, via assessoria de imprensa, que tomou a decisão “como médico e pessoa consciente”.O senador garante que está bem, mas decidiu seguir os protocolos do Ministério da Saúde assim que soube que Wajngarten estava com suspeita da doença, nas tarde desta quarta-feira (11). Ele agora aguarda o resultado dos exames que vão confirmar se o chefe da Secom está ou não com a Covid-19 (nome da doença).
Nelsinho estava na comitiva do Planalto que foi aos Estados Unidos, na semana passada, para evento com a comunidade brasileira em Miami. Ele confirmou, também segundo a assessoria de imprensa, ter tido contato direto com o chefe da Secom.
Durante uma viagem de quatro dias aos EUA, o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) se reuniu com empresários. No sábado (7), ele jantou com Donald Trump, em Mar-a-Lago, o resort do presidente dos EUA perto de Miami.
Wajngarten realizou exames nesta quarta-feira (11) no Hospital Israelita Albert Einstein, em São Paulo. A previsão, conforme divulgou a colunista Mônica Bergamo, da Folha de S. Paulo, é que ele receba os resultados nesta quinta-feira (12).
O senador de Mato Grosso do Sul informou ainda que ficará em casa o tempo que for necessário, mínimo de 14 dias – período de incubação da doença, caso seja confirmado que pode ter se tornado um foco de transmissão. Ele cumpriu agenda até a manhã de ontem e justificará a ausências nas sessões e eventos que precisar faltar.