Polícia invade casa e prende pastor que mantinha esposa refém - CANAL MS

LEIA TAMBÉM

Campo Grande (MS),

Post Top Ad

sexta-feira, 13 de março de 2020

Polícia invade casa e prende pastor que mantinha esposa refém

Depois de 2 horas de negociações, o pastor Jesus Gorgs foi preso e encaminhado à Deam (Delegacia Especializada de Atendimento à Mulher), em Campo Grande. Por volta das 15h, a polícia invadiu o quarto onde ele mantinha a mulher refém, em um sobrado na Rua Cláudia, Bairro Giocondo Orsi.A polícia tentou convencer o homem a se entregar, mas sem avanços nas negociações, acabou optando por entrar no imóvel. Segundo o comandante do Bope, Wilmar Fernandes, o pastor mantinha a mulher presa desde a madrugada. 
A vítima foi levada ao hospital, com ferimentos na cabeça e escoriações pelo corpo.
No local, uma pequena aglomeração se formou com vizinhos, amigos e parentes que viram pela imprensa notícias do caso. Segundo amigos, os dois estão casados há cerca de 3 anos. Ela é viúva e também já teria perdido um filho. Ao vivo - O pastor é conhecido por participar de eventos religiosos em Campo Grande e transmitiu as agressões contra a esposa nas redes sociais. Em lives durante a madrugada, ele apareceu deitado na cama, em um quarto com móveis revirados, ao lado da esposa.
Nos vídeos ele fala de operações plásticas que teria pago à mulher e a acusa de traição por vingança. "Fiz muitas coisas erradas na minha vida, feri muito gente e ela quis se vingar", disse. Também na live, ele repete várias vezes o nome da esposa que pede para o pastor parar e chora. O homem chegou a ameaçar suicídio.No início da tarde, o homem trocou a foto do perfil da companheira, postando mechas do cabelo dela. Depois, a página foi excluída. O nome da vítima será preservado. O pastor deve ser autuado em flagrante por cárcere privado, lesão corporal e ameaça.