Sem ônibus, funcionários recebem vale-combustível ou carro de aplicativo - CANAL MS

LEIA TAMBÉM

Campo Grande (MS),

Post Top Ad

sábado, 21 de março de 2020

Sem ônibus, funcionários recebem vale-combustível ou carro de aplicativo



















































Alguns setores do comércio, considerados serviços essenciais como a venda de alimentos e remédios, funcionam normalmente neste sábado (21), mas sem o transporte coletivo em Campo Grande, que não vai funcionar ao menos pelos próximos 15 dias, patrões apelaram para o vale-combustível e transporte dos funcionários em carros de aplicativo.
Na periferia, mercados atendem quem precisa fazer compras para a quarentena, normalmente. Caso precise levar o animal de estimação para tomar banho ou tosar, clínicas veterinárias e petshops os recebem só até a porta. Farmácias não fecham e funcionários se viram como podem.

Farmácias - Na Drogasil da Rua Amazonas, o funcionário ao telefone informa que, apesar dele não precisar, “os outros membros da equipe vieram de Uber, custeado pela própria empresa”.

Na Drogaria São Leopoldo a ordem do proprietário é buscar quem não tem veículo próprio. A unidade da Marechal Rondon segue aberta até às 22h.

A Farmácia Mais Popular, no bairro Tiradentes, funciona até às 23h neste sábado. Por lá, o atendente informa que a maioria tem carro ou moto, mas diz ser “incerto como se deslocarão nos próximos dias”.

A Farmácia Fabiana, localizada na Avenida Mascarenhas de Moraes, também abre no primeiro dia sem transporte público, sem alteração no horário, até às 22h. “Aqui a sorte é que todo mundo tem condução própria”, afirma um funcionário.

Supermercados - No mercado Goiaba, no bairro Monte Castelo, o funcionamento é normal para um sábado: até às 19h. “A maioria tem carro ou moto e os que não tem estão sendo buscados nas casas ou recebendo gasolina”, afirma a atendente Jéssica.

O Mercado Camila, localizado no Parque Residencial Azaleia, abre até às 20h15 e todos os contratados têm a “sorte” de morarem próximo ao local de trabalho, “duas ou três quadras daqui e podem vir a pé”, informa a gerente. No Supermercado Gaúcho,  no Coronel Antonino, a proximidade dos funcionários com o comércio também garante portas abertas hoje.

No Supermercado Enconta, na Vila Rosa, “o patrão pagou Uber para os funcionários que não têm locomoção própria”, conforme um dos vendedores.

Petshops - No Petland, a gerente Adriana afirma que “aqueles que não tem carro não foram escalados para trabalhar neste sábado”.

No Maranatha Pet Shop, na Avenida Capibaribe, os que possuem carro ou moto também trabalharão durante todo o dia, até às 19h. “Estamos vindo normal, o patrão não liberou por conta do vírus”, informa uma das vendedoras.

Para impedir o fluxo de pessoas nas ruas e frear a transmissão do coronavírus, o prefeito de Campo Grande Marquinhos Trad (PSD) determinou a suspensão do trânsito de ônibus na cidade por 15 dias. A medica começou a valer hoje (21).