Laguna Carapã começa a entregar alimentos a alunos de escolas municipais - - CANAL MS

LEIA TAMBÉM

Campo Grande (MS),

Post Top Ad

quarta-feira, 1 de abril de 2020

Laguna Carapã começa a entregar alimentos a alunos de escolas municipais -

O município de Laguna Carapã começou a distribuir alimentos a pelo menos 600 dos mil alunos da rede municipal de ensino que estão sem aula por causa da pandemia do novo coronavírus e por isso deixaram de ter acesso à merenda escolar há duas semanas. A distribuição, recomendada pelo Ministério Público, já tinha sido anunciada pelo prefeito Itamar Bilibio (MDB), - Os kits de alimentos estão sendo entregues para crianças carentes e que assim como todos os estudantes de Mato Grosso não podem frequentar as escolas em virtude da quarentena. Estão sendo atendidas famílias que pediram o benefício e aquelas inscritas no programa Bolsa Família.

Conforme a assessoria do MP, a entrega do kit merenda começou pelas aldeias indígenas Guaimbé e Jacaré e depois foi feita às crianças da cidade. A distribuição feita por servidores do município segue uma lista prévia com o nome do aluno a ser contemplado, dia, local e assinatura do responsável. Para evitar aglomeração, as pessoas ficam em uma fila com distanciamento mínimo recomendado pelos serviços de saúde.

O kit merenda é formado por dois quilos de arroz, um quilo de feijão, um extrato de tomate, um pacote de biscoito, dois litros de leite, um pacote de macarrão e um litro de óleo.

Dourados – A recomendação dos promotores Etéocles Brito Mendonça Dias Junior, Luiz Gustavo Camacho Terçariol e Ricardo Rotunno para distribuição de alimentos aos estudantes de escolas municipais também foi direcionada ao município de Dourados, onde a rede municipal tem pelo menos 80 estabelecimentos de ensino e 28 mil alunos.

No dia 25, a assessoria de imprensa da prefeita Délia Razuk (PTB) informou que as secretarias de Educação, de Assistência Social e de Fazenda estavam articulando o sistema para atender a recomendação. Até, hoje, no entanto, a distribuição dos alimentos ainda não tem data definida para começar.

Por meio da assessoria, a prefeitura informou que a Secretaria de Educação já definiu a fonte dos recursos e agora vai abrir o processo de compra com dispensa de licitação. A previsão é que os estudantes comecem a receber os alimentos em uma semana. Serão atendidos em torno de 7.500 alunos de escolas e centros infantis.

 -