Após manter esposa em cárcere por quase 10 horas, homem é liberado - - CANAL MS

LEIA TAMBÉM

Campo Grande (MS),

Post Top Ad

segunda-feira, 22 de junho de 2020

Após manter esposa em cárcere por quase 10 horas, homem é liberado -

Homem de 31 anos foi preso em Costa Rica, a 327 quilômetros de Campo Grande, depois de agredir e manter a mulher em cárcere privado por quase 10 horas, mais um caso registrado no município que teve o negativo destaque depois de 2 feminicídios este ano, além de tentativa de homicídio em que o acusado tentou decepar a mão da ex.O caso mais recente chegou ao conhecimento da PM (Polícia Militar) ontem de manhã, depois que uma amiga recebeu pedido de socorro da vítima. A jovem de 23 anos já tinha sido agredida pelo marido outras duas vezes, em 2018 e 2019. O Campo Grande News apurou que ele já foi liberado pela Justiça ontem mesmo. - A vítima contou à PM que, no sábado (20), chegou em casa por volta das 22h, depois de ter passado algum tempo conversando com a vizinha. O marido a agrediu com vários socos no rosto, lesionando o olho esquerdo. Em seguida, ele a trancou em casa para que ela não pedisse socorro.

Na manhã de domingo (21), por volta das 7h30, em momento de descuido dele, a jovem conseguiu entrar em contato com amiga, que acionou a PM. O homem foi preso e indiciado por lesão corporal, violência doméstica e cárcere privado.

Este é o terceiro registro de agressão dele contra a mesma mulher. Em 2018 e 2019, segundo dados da PM, foram dois boletins por vias de fato e violência doméstica.

A reportagem tentou contato com delegado Gustavo Mendes da Silva para averiguar soltura dele, mas a informação é que ele está em investigação. No Fórum, o expediente começa a partir das 12h.

Destaque – Costa Rica registrou dois feminicídios que ganharam repercurssão no Estado. No dia 11 de maio, Elza Lima Soares, 46 anos, foi assassinada a tiros ao proteger a vida da filha, Roseli Costa Soares.