Brasileiras são presas por cruzarem fronteira durante pandemia - - CANAL MS

LEIA TAMBÉM

Campo Grande (MS),

Post Top Ad

quinta-feira, 11 de junho de 2020

Brasileiras são presas por cruzarem fronteira durante pandemia -

Seis brasileiras foram presas na noite desta quarta-feira (10) por cruzarem ilegalmente a fronteira e ingressarem no Paraguai em Pedro Juan Caballero, cidade vizinha de Ponta Porã (MS), a 323 km de Campo Grande. Em decorrência da pandemia do novo coronavírus, a fronteira está fechada por decreto presidencial desde março.Na linha que separa as duas cidades, militares das forças armadas paraguaias fazem barreiras nos principais acessos e até uma cerca de arame farpado foi instalada no local, mas insuficiente para impedir a passagem. - Elas estavam em uma Fiat Toro branca conduzida pelo paraguaio Bruno Anibal Lezcano Gonzalez, 21. Ao ser abordado pelos militares, Bruno fugiu e durante a perseguição bateu a picape na viatura militar. - As brasileiras presas são Leisy Adriane Fretes Timóteo, 25, moradora em Campo Grande, Paula Taynara Almeida de Oliveira, 20, residente em Corumbá, Danielle de Oliveira, 29, moradora em São Paulo, Bruna Alexandra Torres, 26, residente no Paraná, Kenia Gleciane Brandão do Nascimento, 28, também residente em Corumbá, e Estefani Silva Braga, 24, moradora em Ponta Porã.

De acordo com a ocorrência da Polícia Nacional, uma porção de maconha foi encontrada no veículo ocupado pelo grupo. Os sete detidos foram levados para o Hospital Regional de Pedro Juan Caballero. As brasileiras devem ser expulsas e entregues a autoridades em Pedro Juan Caballero. -