Com fronteira fechada, Paraguai inicia a terceira fase de quarentena inteligente - - CANAL MS

LEIA TAMBÉM

Campo Grande (MS),

Post Top Ad

segunda-feira, 15 de junho de 2020

Com fronteira fechada, Paraguai inicia a terceira fase de quarentena inteligente -

Começa nesta segunda-feira (15) a terceira fase da quarentena inteligente adotada pelo governo nacional para retomada das atividades após o fechamento total determinado em março no Paraguai em decorrência da pandemia do novo coronavírus. Atividades como restaurantes, academias e parques públicos podem voltar a funcionar, mas as fronteiras continuam fechadas, inclusive na Linha Internacional com Mato Grosso do Sul. - Em Pedro Juan Caballero, os comerciantes locais fizeram dois atos de protesto neste mês para cobrar medidas do governo para permitir a reabertura da fronteira com Ponta Porã, fechada por cerca de arame farpado e militares das forças armadas.

Entre as medidas sanitárias que deverão ser cumpridas está o uso obrigatório de máscara em todos os lugares fechados, ruas e outros espaços onde não se pode manter distanciamento físico. O toque de recolher também continua em todo o país, das 23h às 5 de domingo à quinta e de meia-noite à 5h às sextas e sábados.

Os restaurantes só poderão atender com agendamento prévio, reserva de mesas e com registro individualizado das pessoas atendidas, com nome, documento de identidade, endereço e telefone. A informação será utilizada pelo Ministério da Saúde, caso necessite rastrear contatos de eventuais novos casos de covid-19.

Crianças e adolescentes só podem circular para atividades físicas e artísticas e para atendimento médico de urgência. Nas academias, os atendimentos também terão de ser agendados e com horários específicos para idosos acima de 65 anos de idade.

O Paraguai tem 1.289 casos confirmados do novo coronavírus e 11 mortes provocadas pela doença. O país é considerado exemplo positivo na América do Sul por ter adotado medidas extremas para garantir isolamento social ainda em março, quando começou a pandemia.