Conselheiro do TCE tem prisão preventiva decretada, mas não é localizado - - CANAL MS

LEIA TAMBÉM

Campo Grande (MS),

Post Top Ad

quinta-feira, 18 de junho de 2020

Conselheiro do TCE tem prisão preventiva decretada, mas não é localizado -

O ex-presidente da Assembleia Legislativa de Mato Grosso do Sul, Jerson Domingos, 70 anos, atualmente conselheiro do TCE-MS (Tribunal de Contas de Mato Grosso do Sul) teve prisão preventiva decretada. - Durante a terceira fase da Operação Omertà, deflagrada nesta quinta-feira (18), dois policiais do Gaeco (Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado) fizeram buscas no condomínio onde ele vive, mas não o encontraram. - Segundo apurado pela reportagem, os policiais chegaram por volta das 6h ao Edifício Renoir, no Bairro Royal Park, na região do Shopping Campo Grande, e saíram 30 minutos depois.

Os policiais foram recebidos pela esposa do conselheiro. A informação é de que ele está na fazenda. O Campo Grande News tentou contato com o advogado André Borges, que faz a defesa do conselheiro, mas não teve retorno.

Jerson Domingos foi alvo de busca e apreensão na segunda fase da Operação Omertà, desencadeada no dia 17 de março e chegou a ser levado para a delegacia de Polícia Civil, depois de encontradas duas armas irregulares na casa dele.

O conselheiro prestou depoimento, no qual atribuiu as armas sem registro a presente de um tio e foi liberado sem pagamento de fiança.