Solicitação do senador Nelsinho Trad atendida pelo ministro Eduardo Pazuello - CANAL MS

LEIA TAMBÉM

Campo Grande (MS),

Post Top Ad

sexta-feira, 12 de junho de 2020

Solicitação do senador Nelsinho Trad atendida pelo ministro Eduardo Pazuello

O senador Nelsinho Trad (PSD) vem priorizando a saúde de Mato Grosso do Sul e de todo país nessa pandemia. O parlamentar conseguiu a liberação de R$ 1,9 milhão do Ministério da Saúde para 14 municípios do Estado, batalhou pela inclusão do Brasil na Organização Mundial da Saúde (OMS) nas pesquisas pela vacina contra o Covid-19 e, hoje, participou da entrega de 20 respiradores enviados pelo Governo Federal para Campo Grande. “Apresentei as condições das Unidades de Pronto Atendimento e dos hospitais do nosso Estado ao ministro da Saúde Eduardo Pazuello, ele nos atendeu com esses equipamentos que poderão salvar vidas. Eu que sou médico e fui infectado pelo Covid-19 sei a necessidade de um respirador para o paciente”, comentou o senador Nelsinho Trad.
Durante a cerimônia de entrega, o prefeito Marquinhos Trad (PSD) agradeceu às autoridades do Governo Federal pelos aparelhos que vão atender os 915 mil habitantes de Campo Grande. Há meses, segundo o secretário de saúde do município, José Mauro Pinto de Castro Filho, foi encaminhado o ofício ao Ministério da Saúde, solicitando esses equipamentos. “Os respiradores são importantes não só, nesse momento, no combate ao covid, é um material de uso permanente que vai reforçar o atendimento em nossas upas e os nossos hospitais nos atendimentos, vão salvar muitas vidas de Campo Grande e de Mato Grosso do Sul”, enfatizou o secretário.   
Mato Grosso do Sul, de acordo com estatísticas da Saúde do Estado, já tem 3.001 casos confirmados. Desses, 70 estão internados, 1.351 em isolamento domiciliar, 1.552 recuperados e 28 morreram. 
Dourados lidera a lista de casos confirmados com 899 moradores infectados, em seguida Campo Grande com 609 contaminados, Guia Lopes da Laguna com 242, Fátima do Sul 170, Três Lagoas 167, Rio Brilhante 131, Corumbá 121 e outros 48 municípios com menos pacientes.​