Membro do PCC é preso, depois de fugir de hospital no Paraguai vestido de médico - - CANAL MS

LEIA TAMBÉM

Campo Grande (MS),

Post Top Ad

sábado, 18 de julho de 2020

Membro do PCC é preso, depois de fugir de hospital no Paraguai vestido de médico -

Mais de um mês depois de fugir de hospital particular em Pedro Juan Caballero, na fronteira com Ponta Porã, após se vestir de médico, o traficante membro do PCC (Primeiro Comando da Capital), Kelvis Fernando Rodrigues, o ''Cabelo Mexicano'', foi preso na tarde de ontem (17) em Bonito, cidade distante a 257 quilômetros de Campo Grande. - Durante investigações, agentes da Delegacia de Polícia Civil de Bonito descobriram que Kelvis havia se mudado para a cidade no início do mês de julho. Ele estava usando nome falso, se identificando como Juan Pablo Pineda Muzzachi. - Segundo o delegado titular da delegacia de Bonito, Gustavo Henriques Barros, Kelvis chegou a alugar quartos de hotéis e nunca passava mais de uma noite no mesmo local para não ser encontrado pela polícia.

O traficante acabou preso na tarde de ontem na casa que havia alugado. No imóvel, os investigadores encontraram três documentos falsos de origem paraguaia.

Antes da fuga, Kelvis estava preso no Paraguai por tráfico de drogas e contrabando de cigarros.  Ele também é investigado em crime que resultou na morte de outro cigarreiro paraguaio em outubro de 2018.

O traficante foi transferido para presídio de Campo Grande.

Fuga - O traficante estava internado há mais de um mês no hospital particular Viva Vida, em Pedro Juan Caballero, cidade paraguaia vizinha de Ponta Porã, a 323 quilômetros de Campo Grande.

Na noite do dia 30 de maio, o traficante deixou o hospital pela porta da frente, vestido de médico, usando touca, máscara e avental cirúrgico azul.

Cinco agentes, entre policiais, guardas da penitenciária e seguranças do hospital estão presos acusados de ajudar o bandido. -