"Pela última vez", juiz cobra defesas em processo por execução de Matheus - - CANAL MS

LEIA TAMBÉM

Campo Grande (MS),

Post Top Ad

quarta-feira, 22 de julho de 2020

"Pela última vez", juiz cobra defesas em processo por execução de Matheus -

O juiz Aluízo Pereira dos Santos, da 2ª Vara do Tribunal de Júri, deu prazo de 5 dias, a contar a data da intimação, para que as defesas do ex-guarda municipal Marcelo Rios e de Eurico dos Santos Mota, 28 anos, apontado pela Operação Omertà como o hacker que ajudou pistoleiros a monitorar alvo de execução, apresentem as alegações finais. Depois deste passo, o magistrado pode marcar o julgamento de parte dos réus acusados de executar por engano o estudante Matheus Coutinho Xavier.

 Em despacho feito ontem, o juiz negou pedido dos advogados de Rios para que apresentassem a última manifestação em nome do cliente nos autos já desmembrados do processo, uma vez que a Justiça decidiu julgar separado os dois pistoleiros acusados de matar Matheus estão foragidos. - Para Pereira dos Santos, a defesa do ex-guarda municipal está agindo para atrasar o julgamento do cliente, uma vez que já havia tido dois prazos para fazer a alegações finais. O magistrado negou o pedido de Márcio de Campos Widal Filho e Nayara Crislayne Andrade Neves dando o prazo para a argumentação, “pela última vez”, ressaltou.