Quarteto de ladrões invade casa e foge ao ser flagrado por moradores Câmeras flagraram criminosos correndo para fugir do local - CANAL MS

LEIA TAMBÉM

Campo Grande (MS),

Post Top Ad

terça-feira, 11 de agosto de 2020

Quarteto de ladrões invade casa e foge ao ser flagrado por moradores Câmeras flagraram criminosos correndo para fugir do local

 Câmeras de segurança flagraram ação de quatros criminosos que tentaram furtar uma casa no Bairro Monte Castelo na noite de domingo (9). O crime crime só não foi concluído porque os assaltantes foram surpreendidos e deram de cara com pai e filho que estavam no local.

Nas imagens é possível ver o momento em que o veículo Ford Fiesta estaciona em frente a uma casa, às 21h27. Um dos suspeitos desce encapuzado, vai em direção a casa vizinha e vira o foco da câmera de monitoramento, mas ainda assim, o aparelho continua filmando a ação do grupo.


Em seguida, ele vai até a frente da casa escolhida, verifica a entrada e retorna ao veículo para chamar o comparsa. Nesse meio termo, automóveis passam no local e os criminosos  disfarçam andando pela calçada e mexendo no celular.


Depois de observarem a área, os dois pulam o muro da casa e são acompanhados pelo terceiro criminoso que sai do carro e também entra no local. O trio fica apenas 17 segundos dentro da residência e depois volta correndo para o carro que espera estacionado.


Na casa estavam um contador, de 60 anos, e o filho, de 21. “Na frente da casa é escuro e tem duas árvores, acredito que eles imaginaram que não tinha ninguém”, afirma o proprietário.


Segundo o morador, que dormia no momento da invasão, os assaltantes entraram no imóvel por uma janela de vidro. “Eles tentaram entrar no meu quarto, mas estava trancado. Depois disso, foram até o quarto do meu filho, mas ele conseguiu trancar a porta e começou a gritar”, lembra.


No bairro há 30 anos, o contador afirma que criminosos já tentaram furtar a casa onde ele mora por outras três vezes, o que só reforça a sensação de insegurança. “Quando saí do quarto dei de cara com eles no corredor da casa. É uma situação horrível, a gente fica em choque”, conta.