Sócio de “Cabeça Branca” é preso em condomínio de luxo em Dourados Ele foi preso na 1ª operação do recém-criado Departamento de Repressão à Corrupção e ao Crime Organizado - CANAL MS

LEIA TAMBÉM

Campo Grande (MS),

Post Top Ad

segunda-feira, 17 de agosto de 2020

Sócio de “Cabeça Branca” é preso em condomínio de luxo em Dourados Ele foi preso na 1ª operação do recém-criado Departamento de Repressão à Corrupção e ao Crime Organizado


Viaturas chegam a condomínio de luxo onde sócio de traficante foi preso (Foto: Adilson Domingos)

Foi preso nesta segunda-feira (17) em Dourados, a 233 km de Campo Grande, um dos sócios do narcotraficante Luiz Carlos da Rocha, o “Cabeça Branca”, apontado como principal fornecedor de cocaína para as facções brasileiras.


Apontado como operador dos negócios de “Cabeça Branca”, o homem ainda não identificado foi preso na mansão dele, no condomínio de luxo Ecoville, localizado na região norte da cidade.

A prisão ocorreu durante cumprimento de mandado de busca e apreensão da Operação Chacal, do Dracco (Departamento de Repressão à Corrupção e ao Crime Organizado). É a primeira operação do departamento, criado este mês pelo Governo do Estado.

Viaturas do Dracco e do SIG (Setor de Investigações Gerais) chegaram ao condomínio de luxo por volta de 11h. Ainda não há informação sobre o motivo da prisão em flagrante, nem a identidade do preso. Em maio de 2018, Pedro Araújo Mendes Lima, de Dourados, e o filho dele, Hamilton Brandão Lima, morador em Campo Grande, foram presos pela Polícia Federal na Operação Efeito Dominó, que investigou o esquema de lavagem do dinheiro oriundo da organização criminosa comandada por “Cabeça Branca”.