Ela chegou: chuva tão esperada começa pelo Distrito de Anhanduí Capital não tinha registros de precipitação há 32 dias e sofre com ar seco e tomado por poeira e fuligem - CANAL MS

LEIA TAMBÉM

Campo Grande (MS),

Post Top Ad

segunda-feira, 21 de setembro de 2020

Ela chegou: chuva tão esperada começa pelo Distrito de Anhanduí Capital não tinha registros de precipitação há 32 dias e sofre com ar seco e tomado por poeira e fuligem

Ela está chegando. Anunciada para o fim de semana pela meteoologia e pelo céu nublado, quase preto nesta segunda-feira (21), a chuva começou em Anhanduí, distrito de Campo Grande. A cidade não via uma gota de água vinda do céu havia 32 dias.


Quem roda pela pela BR-163, na saída para São Paulo, já se encontrou com ela. Na área urbana do distrito, também chove, para o alívio de quem não aguentava mais a estiagem e ar repleto de poeira e fumaça dos incêndios na vegetação,


Foi maravilhoso, conta o engenheiro mecânico Fernando Jacinto da Silva, de 59 anos, que registrou a pancada forte, segundo ele. Silvou contou que percebeu a chuva antes de entrar em Anhanduí e rodou debaixo da água por 30 km.


Agora, diz, está torcendo para a chegada em Campo Grande. "É um alívio", define. Segundo ele, mesmo praticando atividade física todo dia, estava sentindo os efeitos do tempo seco.


N área urbana, ainda não há registros de chuva, mas o céu escureceu. A temperatura, que ficou por mais de 10 dias na casa dos 40 graus, começou a diminuir de quinta para sexta-feira e nesta tarde, em Campo Grande, os termômetros marcam 24 graus. Na semana passada, neste horário a temperatura estava quase o dobro.


Vem do Sul a frente fria. Pela manhã, segundo os dados divulgados, havia sido registrada precipitação em 15 cidades, todas na parte sul do Estado.