Em meio à queda de braço com prefeitura, presidente renuncia na Santa Casa - - CANAL MS

LEIA TAMBÉM

Campo Grande (MS),

Post Top Ad

sábado, 26 de setembro de 2020

Em meio à queda de braço com prefeitura, presidente renuncia na Santa Casa -

 Após semana turbulenta, com direito a queda de braço com a prefeitura após denunciar situação crítica em relação a atendimentos e quantidade de pacientes regulados pelo sistema “vaga zero”, Heber Xavier, então presidente da Santa Casa de Campo Grande, renunciou ao cargo, nesta sexta-feira (25).


A informação foi confirmada pela assessoria do hospital, no início desta tarde, que divulgou ainda o pedido de renuncia ao cargo do também diretor-adjunto financeiro, José de Oliveira Souza. A desistências dos profissionais foi oficializada por meio de carta entregue pela manhã.


Com isso, Heitor Freire, que ocupava o cargo de vice-presidente, assume a presidência da Santa Casa da Capital.


Ainda segundo a assessoria de imprensa, Heber e José de Oliveira apresentaram como justificativa para saída de seus respectivos cargos “motivos estritamente particulares e de foro íntimo”.


No início da semana, a direção da Santa Casa de Campo Grande denunciou “situação crítica” do hospital, depois de receber, em 48 horas, 180 pacientes, dos quais 134 foram encaminhados ao hospital no sistema chamado “vaga zero”.


Na ocasião, a unidade de saúde chegou alertar para “altíssimo risco de desassistência aos pacientes”, em documento enviado ao CRM-MS (Conselho Regional de Medicina de Mato Grosso do Sul), alerta para o “altíssimo risco de desassistência aos pacientes”.


Logo em seguida, a Sesau (Secretaria Municipal de Saúde Pública) afirmou que estão em andamento duas auditorias para analisar problemas recorrentes na Santa Casa.


De acordo com o chefe da Sesau, José Mauro Pinto de Castro Filho, uma dessas auditorias está embasada em três visitas feitas pela equipe da pasta ao hospital, o maior de Mato Grosso do Sul, devendo ficar pronta em três semanas. -