Aluno da “faculdade do crime”, jovem assassinado já havia matado por R$ 10 Em sua página no Facebook, o rapaz dizia que havia estudado na instituição de ensino "Faculdade Criminosa” - CANAL MS

LEIA TAMBÉM

Campo Grande (MS),

Post Top Ad

quinta-feira, 26 de novembro de 2020

Aluno da “faculdade do crime”, jovem assassinado já havia matado por R$ 10 Em sua página no Facebook, o rapaz dizia que havia estudado na instituição de ensino "Faculdade Criminosa”

 Conhecido como Bocão, Lucas de Moraes Charão, 26 anos, assassinado na madrugada desta quinta-feira (26), havia sido condenado a 8 anos de prisão em regime semiaberto por ter matado um homem por dívida de R$ 10.


Na ocasião, o crime aconteceu em  frente à entrada de emergência da UPA (Unidade de Pronto Atendimento) das Moreninhas, na Rua Araticun, em Campo Grande. Mesma rua onde Lucas foi atingido por dois tiros.


Em sua página no Facebook, o rapaz se apresentava como vilão e escreveu que havia estudado na instituição de ensino "Faculdade Criminosa”. Ele tinha várias passagens pela polícia desde quando era adolescente por homicídio, receptação, porte ilegal de arma de fogo, roubos e furtos.


Pelo assassinato de Edimar da Silva Pinto, 42 anos, ocorrido no dia 28 de junho, Lucas foi julgado e condenado no dia 3 de setembro do ano passado na 1ª Vara do Tribunal do Júri. Durante a sessão de julgamento, o rapaz disse que estava arrependido e queria pagar pelo crime.


Na ocasião do crime, Lucas e um adolescente de 17 anos seguiam para a casa de um conhecido, quando no meio do caminho encontraram Edimar consumindo pinga em frente de um bar fechado. O garoto, então, passou a cobrar da vítima dívida de droga no valor de R$ 10.


Os dois começaram a discutir, quando de repente Lucas sacou uma arma e atirou. Na sequência, os dois fugiram. O homem foi socorrido por enfermeiros da unidade, mas não resistiu e morreu. Durante o julgamento, Lucas alegou aos jurados que só atirou porque se sentiu ameaçado, pois se negou a emprestar o dinheiro para que Edimar quitasse a dívida com o adolescente.


Caso - Lucas foi executado a tiros na madrugada desta quinta-feira (26) numa residência da Rua Araticun, no Bairro Moreninha 3. À polícia, a amiga de Lucas relatou que ele chegou na residência dela por volta de 1h40. Eles ficaram na varanda conversando e tomando cerveja. Aproximadamente 20 minutos depois, o atirador invadiu a casa. Ele estava com casaco de capuz.


Segundo a testemunha, o homem disparou dois tiros contra Lucas. No terceiro, a arma falhou. O assassino deixou o local, mas em seguida retornou e realizou o quarto disparo contra a vítima, porém, o revólver falhou novamente.


Conforme o boletim de ocorrência, após os disparos, o atirador fugiu de bicicleta. O comparsa, que estava dando cobertura na esquina da casa, utilizava uma motocicleta. Lucas foi socorrido pelos próprios pais e levado para a UPA. Ele não resistiu aos ferimentos e morreu. A mãe dele relatou na delegacia que o filho tinha desentendimentos com dois irmãos, devido a publicações em redes sociais e por conta de ex-namoradas.