BONITO| Município implanta toque de recolher e proíbe consumo de bebida alcóolica e narguilé em vias públicas - CANAL MS

LEIA TAMBÉM

Campo Grande (MS),

Post Top Ad

sexta-feira, 20 de novembro de 2020

BONITO| Município implanta toque de recolher e proíbe consumo de bebida alcóolica e narguilé em vias públicas

 Para tentar evitar mais casos de Covid-19 em Bonito, a cidade passa a ter toque de recolher e fica proibido o consumo de bebidas alcóolicas e narguilé em vias públicas. As medidas foram definidas nesta quinta-feira (19), em acordo entre o Ministério Público Estadual (MPE) e a prefeitura do município.


O acordo foi referenciado pela Justiça e não interfere nos serviços do turismo, os quais cumprem todas as medidas rigorosas de biossegurança adotadas na retomada da atividade.

As medidas foram necessárias porque a cidade entrou na bandeira vermelha do programa Prosseguir, do governo do estado, que avalia a situação dos municípios no duo economia e saúde e indica ações.

No caso, a bandeira vermelha sinaliza que somente serviços essenciais devem ficar abertos. Diante disso, o MP-MS ingressou com Ação Civil Pública pedido mais rigor no combate à pandemia no município.

Biossegurança

Ficou definido que o toque de recolher entre às 0 e 5h e a proibição de consumo de bebidas alcóolicas nas ruas e praças, até o dia 18 de dezembro, quando será realizada outra avaliação sobre a Covid-19 na cidade.

A ação do MP teve, de imediato, o apoio e o respaldo do trade turístico do maior atrativo de ecoturismo do Brasil. O IDB (Instituto de Desenvolvimento de Bonito), que agrega diversos setores da atividade, se pronunciou a favor da instauração do toque de recolher e cobrou das autoridades a retomada das barreiras sanitárias e vigilância, fiscalização e cumprimento das medidas de prevenção em relação ao uso de máscaras e outros equipamentos de segurança.

A decisão deferida pela juíza Adriana Lampert, nesta quinta-feira, na presença de representantes da prefeitura, do turismo e outros setores, como o de saúde pública, especifica que o MP convocará as forças de segurança para cumprimento das medidas. Ficou ainda acordado que os eventos já autorizados pela prefeitura serão mantidos, haverá reforço nas campanhas de prevenção e está proibida a queima de fogos na virada do ano, na Praça da Liberdade.

Por G1 MS e TV Morena