Se não chover, há risco de morte para 40% do "mar de jacarés", diz pesquisadora Estimativa de mortes foi feita por doutora em jacarés que visitou açude seco após filmagem ser divulgada - CANAL MS

LEIA TAMBÉM

Campo Grande (MS),

Post Top Ad

sexta-feira, 20 de novembro de 2020

Se não chover, há risco de morte para 40% do "mar de jacarés", diz pesquisadora Estimativa de mortes foi feita por doutora em jacarés que visitou açude seco após filmagem ser divulgada

 Após visitar "mar de jacarés", na região da Nhecolândia, no Pantanal sul-mato-grossense, Zilca Barros, pesquisadora da Embrapa, estima que 40% do animais, presentes no açude quase seco, podem morrer.


"Se as chuvas não normalizarem aqui na região, cerca de 40% desses jacarés podem não aguentar e morrer. De qualquer maneira, a população desses animais deve diminuir muito na região, por conta da seca.", explica Zilca.


Doutora em Ecologia, Zilca estuda os animais há três décadas, visitou o "mar de jacarés" na tarde de quarta (18) e ficou chocada com a situação. O vídeo foi feito por um funcionário da fazenda Palmeirinha, no último domingo (15) e viralizou ao longo da semana.


"Eles ficam se escondendo na lama, e muitos fogem para a floresta, se escondendo nas folhas e raízes, onde as temperaturas são mais amenas", comenta a doutora em ecologia, que também explica que o apoio dos moradores da região está sendo fundamental para a sobrevivência dos animais.


Em estudo realizado, pela Embrapa Pantanal, na década de 2000, a população de jacarés identificada na região era de 3 milhões de adultos em anos de grandes cheias, entre as décadas de 80 a 90.  Mar de Jacarés" - De acordo com a pesquisadora, em torno de 4 a 5 mil jacarés estão reunidos no mesmo açude, na região da Nhecolândia, onde fica a fazenda Palmeirinha. O local fica a uma distância de cinco horas da base da Embrapa na região do Nhumirim, onde Zilca estava trabalhando.


Ficou combinado que a pesquisadora deve retornar em dezembro, para nova análise e coleta de dados para pesquisas sobre os jacarés, que contribuem para conhecer o animal e ajudar na preservação do bioma