Fique de olho no céu: semana será marcada por chuvas de meteoros "Cronograma estelar" conta até com chuva tripla em um único dia; visibilidade depende também da poluição luminosa - CANAL MS

LEIA TAMBÉM

Campo Grande (MS),

Post Top Ad

terça-feira, 8 de dezembro de 2020

Fique de olho no céu: semana será marcada por chuvas de meteoros "Cronograma estelar" conta até com chuva tripla em um único dia; visibilidade depende também da poluição luminosa

 O céu de todo o Brasil - e consequentemente de Campo Grande - vai experimentar uma sequência de chuvas de meteoros nessa semana. Ao todo, seis ocorrências devem ser possíveis de visualizar entre hoje (7) e sexta-feira (11), o que faz com que elas aconteçam uma muito próxima da outra, tudo visível a olho nu.


Tudo começou ainda no domingo (6), com a Phoenicids (PHO). Já nesta segunda-feira, é a vez da Puppid-Velids (PUV), que pode ser avistada melhor a partir das 21h (horário de Mato Grosso do Sul), com previsão entre 5 e 10 meteoros por hora e magnitude de 2.9.


As informações do site Clima Tempo ainda indicam que a chuva Puppid-Velids está localizado na constelação da Vela, porém, bem no limite com a constelação da Popa, que estará pouco acima do horizonte leste-sudeste.


Já amanhã (8), é a vez da chuva Monocerotids (MON), a partir das 21h30, com previsão de dois meteoros por hora e magnitude de 3.0, ficando acima do horizonte leste. Na quinta-feira (10), a coisa começa a ficar mais intensa.


São três chuvas simultâneas. Duas delas são a Northern chi Orionids (XOR) e a Southern chi Orionids (XOR), que podem ser vistas próximo das populares estrelas Três Marias, na constelação do Órion. Se prevê meteoros que deixam rastros e são muito brilhantes e ao menos cinco meteoros por hora.


Já a terceira chuva é a 11 Canis Minorids, que deve acontecer próximo às Três Marias e com cinco meteoros a cada uma hora com meteoros lentos. Os três eventos devem começar às 21h no horário local de Mato Grosso do Sul.


A semana será fechada na sexta-feira com a chiva Sigma Hidrids (HYD), com previsão de 3 meteoros por hora e magnitude de 3.0. Para encontrá-la, é preciso localizar a cabeça da Hidra próxima das constelações de Órion, do Cão Maior e do Unicórnio. O melhor horário de observação é a partir da meio-noite no horário local.


Já na próxima semana, na segunda-feira (14), deve ser registrada a chuva de meteoros Geminids (GEM), que em 1985 registrou quase 5 mil meteoros por hora avistados no céu. Neste ano, a previsão é mais modesta, mas ainda assim grandiosa: 150 meteoros por hora e magnitude de 2.6, sendo melhor observada a partir das 22h.