Em aeroporto, mãe recepciona filhos vestida de dinossauro Para se proteger da covid-19, a advogada roubou a cena recebendo crianças fantasiada de dinossauro - CANAL MS

LEIA TAMBÉM

Campo Grande (MS),

Post Top Ad

sexta-feira, 8 de janeiro de 2021

Em aeroporto, mãe recepciona filhos vestida de dinossauro Para se proteger da covid-19, a advogada roubou a cena recebendo crianças fantasiada de dinossauro

 Não existe pandemia que impeça a criatividade de uma mãe. Em Campo Grande, uma advogada roubou a cena no aeroporto ao recepcionar os filhos fantasiada de dinossauro.


A cena ocorreu no último sábado (2) e chamou atenção de quem passava pelo local. A ideia da mãe e advogada Laiza Salomoni de Oliveira, 42 anos, era se proteger covid-19 e poder abraçar os filhos.


Ela conta estava sem ver vê-los há 16 dias. Benjamin, de 4 anos, e Lucas, de 7, foram visitar o pai, que mora em Curitiba. Eles não abraçavam o pai desde o início da pandemia, em março de 2020.


A ideia de se fantasiar surgiu durante uma conversa entre Laiza e uma amiga do condomínio onde mora, dona da roupa. Na contramão do uso de uma capa protetora comum, a advogada resolveu usar a criatividade e o bom humor para recepcionar os filhos tomando todos os cuidados necessários.  “Minha mãe é grupo de risco, idosa, diabética, teve câncer e cardíaca, portanto, estamos mantendo todos os cuidados com ela desde o início da pandemia. E com a chegada dos netinhos, tomamos todas as medidas para que depois de alguns dias eles pudessem se abraçar”, explica a advogada.  Laiza colocou a fantasia no aeroporto com ajuda da amiga e esperou a chegada dos filhos. No local, a comoção foi inevitável. “Todo mundo adorou, as pessoas davam risada e os meus filhos abraçaram calorosamente, muito felizes”, afirma.  Após os abraços vestida de dinossauro, Laiza diz que levou os filhos para fazerem exames e mantiveram isolamento para monitorar o possível surgimento de sintomas. “Mas tudo ocorreu muito bem. Foram realizados dois exames que deram negativos e eles estão muito bem”.


Essa foi a primeira viagem dos filhos sem a companhia da mãe. “Por isso, eu fiz


questão que eles fossem recepcionados de maneira divertida e com todo carinho que merecem”.