Operação busca em MS envolvido em esquema de garimpo ilegal em terra Yanomami - CANAL MS

LEIA TAMBÉM

Campo Grande (MS),

Post Top Ad

sexta-feira, 29 de janeiro de 2021

Operação busca em MS envolvido em esquema de garimpo ilegal em terra Yanomami

 A PF (Polícia Federal) cumpriu nesta sexta-feira (29) 10 mandados de busca e apreensão na Operação Haraquiri, que investiga o garimpo ilegal em terras indígenas Yanomami, em Roraima. Os mandados foram cumpridos na capital roraimense Boa Vista, na interiorana Alto Alegre e na capital sul-mato-grossense, Campo Grande.

Todas as ordens relativas a operação foram expedidas pela 4ª Vara da Justiça Federal em Roraima, e leva em consideração estimativa da PF de que cerca de 20 mil garimpeiros atuem ilegalmente nessa atividade ilegal em territórios indígenas e de preservação. Não foi divulgado o motivo nem o alvo do mandado aqui. 

Os investigadores identificaram ao menos 20 pistas de pouso ilegais no interior da Terra Indígena e apontam que a expansão da atividade mineradora irregular na região teria contribuído para degradação ambiental de quase 6 mil hectares entre de 2018 e 2020.

Segundo a PF, o inquérito foi aberto com recebimento de materiais arrecadados pelo Exército em ação contra a mesma situação. A partir da análise dos bens apreendidos, os investigadores identificaram envolvidos com as atividades ilícitas.



Entre os identificados, estão pilotos de aeronaves e helicópteros responsáveis pelo frete de pessoas e de insumos que viabilizariam a extração ilegal de minério. Assim, a operação de hoje mira os pilotos de tais aviões, além de suspeitos de explorarem diretamente o garimpo na região e praticarem outros crimes relacionados.

Mortes por covid-19 - A PF indica ainda que o transporte e permanência de garimpeiros na região estaria relacionado com a possibilidade de infecção e morte de milhares de indígenas em razão da pandemia do novo coronavírus.