Aprefex-MS discute expansão do atendimento aos associados - CANAL MS

LEIA TAMBÉM

Campo Grande (MS),

Post Top Ad

quinta-feira, 4 de março de 2021

Aprefex-MS discute expansão do atendimento aos associados

 A diretoria da Aprefex-MS (Associação dos Prefeitos e Ex-prefeitos de Mato Grosso do Sul) reuniu-se na tarde de terça-feira (2) em sua sede, em Campo Grande, para dar continuidade ao trabalho de fortalecimento de sua estrutura funcional visando melhor atendimento a seus associados.


A entidade, que completará dois anos de fundação em outubro, planeja expandir o atendimento a seus filiados em vários setores, incluindo convênio com hospedagem e outros benefícios.

O ex-prefeito de Rio Verde, Mário Kruger, assumiu compromisso de atuar no processo de estruturação administrativa e funcional da associação.

“A reunião serviu para tratar, entre outros assuntos, de novos atendimentos aos associados, como convênio com hospedagens e também o reforço no apoio à assessoria jurídica”, informou o presidente da Aprefex-MS e ex-prefeito da cidade de Bataguassu, Pedro Caravina, que também é secretário Especial de Infraestrutura do Governo do Estado.

Na pauta do encontro, Caravina também tratou de questões financeiras com o tesoureiro da entidade Rogério Rosalin, ex-prefeito da cidade de Figueirão.

Desde que assumiu o comando da associação, o dirigente deu início a um cronograma de trabalho visando construir uma agenda produtiva de atividades, projetando transforma-la numa grande instituição.

A diretoria projeta transformar a associação em uma grande estrutura física e com boa relação institucional com os demais órgãos governamentais.

Fundada em outubro de 2019, a Aprefex-MS atualmente tem legitimidade de propor ADI (Ação Direta de Inconstitucionalidade), apresentar propostas de alteração de legislação estadual, solicitar e propor demandas junto aos órgãos de controle externo. Mas a ideia é ampliar esse leque de atendimentos tanto na área social, assistência médica, esportiva e principalmente representativa.

A ideia, segundo o dirigente, é que a entidade continue unida para manter personalidade jurídica forte e possa exercer suas atividades com autonomia e independência.


Por: Willams Araújo