"Só quero ficar em silêncio", diz pai de jovem morta atropelada pelo namorado Famílias estão na Deam e no IMOL aguardando novidades sobre investigações do acidente - CANAL MS

LEIA TAMBÉM

Campo Grande (MS),

Post Top Ad

sábado, 15 de maio de 2021

"Só quero ficar em silêncio", diz pai de jovem morta atropelada pelo namorado Famílias estão na Deam e no IMOL aguardando novidades sobre investigações do acidente

 A família de Mariana Vitória Vieira Lima, de 19 anos, morta atropelada pelo namorado Rafael de Souza, 19 anos, aguarda no IMOL (Instituto de Medicina e Odontologia Legal) a liberação do corpo da jovem. Mariana morreu na madrugada deste sábado (15), na Avenida Arquiteto Rubens Gil de Camillo, no bairro Santa Fé, em Campo Grande. "Nesse momento de dor eu só quero ficar em silêncio", diz Hamilton Brandão Lima, pai da jovem. Além do pai, estão no local a mãe de Mariana, uma tia e outros familiares e amigos. Muito abalados com a morte da jovem, nenhum deles quis conversar Conforme apurado, Mariana é natural de Amambai, cidade distante 360 km da Capital, e morava em Campo Grande junto com a mãe, o padrasto e os irmãos, na região da Vila Adelina, ela é universitária. Enquanto isso, na Deam (Delegacia Especializada de Atendimento à Mulher), a família de Rafael de Souza, acompanhada de três advogados, aguarda para falar com o jovem, que foi preso em flagrante por feminicídio e por dirigir embriagado.


Também abalados com a situação, nem a família e nem os advogados aceitaram conversar 


Delegada responsável pela investigação, Joilce Ramos, informou à imprensa que ainda estão sendo realizadas diligências para conclusão do caso e, ao final do dia, todas as informações sobre a morte da jovem devem ser repassadas em coletiva.