Paulo Corrêa articula reativação do Fórum de Presidentes das Assembleias Legislativas - CANAL MS

LEIA TAMBÉM

Campo Grande (MS),

Post Top Ad

segunda-feira, 12 de julho de 2021

Paulo Corrêa articula reativação do Fórum de Presidentes das Assembleias Legislativas

 Presidente da Assembleia Legislativa de Mato Grosso do Sul (ALEMS), o deputado estadual Paulo Corrêa articula, junto ao presidente da Casa de Leis Paulista, deputado Carlão Pignatari (PSDB-SP), a reativação do Fórum dos Presidentes das Assembleias Legislativas e a ampliação das atribuições dos parlamentares estaduais.

Pignatari esteve nesta quarta-feira (7), em Mato Grosso do Sul, para visita oficial ao Parlamento Sul-mato-grossense. O tucano e o secretário da Casa Civil do Governo de São Paulo, Cauê Macris, participaram da sessão plenária e ressaltaram o interesse em intensificar a parceria entre os estados vizinhos.

Em entrevista à TV e Rádio ALEMS, Pignatari destacou que os estados precisam se unir para discutir projetos que beneficiem a população, respeitando as realidades locais, para que a atividade legislativa reflita os anseios do cidadão.

“Com a ajuda do presidente Paulo Corrêa, queremos reativar o Fóruns dos Presidentes de Assembleias. Precisamos aumentar a prerrogativa do deputado estadual, tem muitos assuntos que não precisam ser discutidos em Brasília, podem ser discutidos daqui na Assembleia de Mato Grosso do Sul, São Paulo, Mato Grosso e Goiás, por exemplo. São projetos que podemos fazer crescer no Legislativo de todo o Brasil”, destacou Pignatari.

A expectativa é que em agosto, com a redução dos casos de Covid-19, seja realizado um encontro com todos os presidentes de Assembleias Legislativas. “Temos várias discussões como, por exemplo, o trânsito, com realidades diferentes em cada estado. Hoje, a prerrogativa do deputado estadual é muito restrita. Há muitos pontos que precisamos discutir’’, afirmou Carlão, agradecendo a recepção dos sul-mato-grossenses.

 

Corrêa concorda com Carlão e vê de forma benéfica a união das Assembleias. “Eu sou um dos defensores dessa matéria. O Brasil tem 27 assembleias legislativas. A gente precisa dizer o seguinte: harmonia dos poderes, mas independência dos estados. Eu acho que temos algumas peculiaridades em Mato Grosso do Sul que são diferentes de outros estados e precisamos legislar sobre isso”, ressaltou o presidente da ALEMS, destacando que demandas estaduais deveriam ser levadas ao Congresso Nacional por meio, também, do Fórum dos Presidentes.