Outubro Rosa: homens também podem ter câncer de mama, mesmo sendo mais incomum, alerta médica - CANAL MS

LEIA TAMBÉM

Campo Grande (MS),

Post Top Ad

quinta-feira, 30 de setembro de 2021

Outubro Rosa: homens também podem ter câncer de mama, mesmo sendo mais incomum, alerta médica

Que manter a saúde em dia é importante e necessário já sabemos, mas o mês de outubro está a caminho para reforçar ainda mais a necessidade de falar sobre o autocuidado feminino, afinal, é Outubro Rosa, um movimento internacional de conscientização para o controle do câncer de mama. Além disso, é essencial frisar que este é um tema que muitas pessoas consideram delicado, por envolver medos e incertezas. Porém, quanto mais falarmos sobre a temática e somarmos esforços, mais vidas serão ajudadas. Mastologista da Unimed Campo Grande, Dra. Thaís Daltoé Inglez informa que a doença é o mais comum entre as mulheres, no entanto, os homens também podem ter o câncer, mesmo sendo mais incomum neles. Para esclarecer o assunto, a especialista deu informações necessárias. Confira! Sinais e sintomas - Nódulos palpáveis - Caroços endurecidos - Alteração das peles das mamas - Vermelhidão - Dor - Saída de secreção ou sangue pelo mamilo Segundo Dra. Thaís, é importante ressaltar que todos esses sinais só aparecem quando o câncer está mais avançado, por isso, o ideal, para que tenha um melhor tratamento e chance de cura, é que o diagnóstico seja feito de maneira precoce através de exames de rastreamento. Prevenção Não há uma causa única ou específica para o câncer de mama. Os fatores de risco para o desenvolvimento da doença podem ser genéticos e hereditários; ambientais e comportamentais; ou ainda relacionados à idade (acima de 50 anos) e a fatores da história reprodutiva e hormonal. Por isso o diagnóstico precoce é tão importante. Hábitos Diversos hábitos podem ajudar no diagnóstico precoce ou no sucesso do tratamento do câncer de mama, como: - o autocuidado, que começa pela consciência e relação íntima com o próprio corpo - a busca e a partilha de informação - uma rotina saudável de alimentação e exercícios - consultas médicas e exames em dia Autoexame Algumas mulheres encontram dificuldade para fazer o autoexame por não conseguir perceber se há algo anormal nas mamas. Mas ele é útil à medida que é realizado frequentemente. A Sociedade Brasileira de Mastologia (SBM) sugere que o autoexame seja feito sete dias após a menstruação (para as que menstruam) ou sempre no mesmo dia do mês (para as que não menstruam). No entanto, o autoexame não deve ser um método isolado de rastreamento, por isso, a mastologista da Unimed CG enfatiza que é necessário lembrar-se de ir ao médico periodicamente. Há também muitas formas de engajar-se ativamente nessa corrente pela vida. E como ser parte disso? - Incentivando mulheres a ter uma rotina de autocuidado e a prestar atenção aos sinais que o corpo dá - Compartilhando informações seguras e confiáveis - Estando presente, com empatia e disposição, para apoiar quem recebeu um diagnóstico ou está passando pelo tratamento