Homem em surto foi preso após desacatar funcionários e agredir médico em Upa - CANAL MS

LEIA TAMBÉM

Campo Grande (MS),

Post Top Ad

terça-feira, 2 de novembro de 2021

Homem em surto foi preso após desacatar funcionários e agredir médico em Upa

Da Upa (Unidade de Pronto Atendimento Comunitário) do Bairro Coronel Antonino o homem, de 31 anos, internado em surto na manhã desta segunda-feira (1º), acabou indo parar na prisão, depois de desacatar funcionários e atacar um médico.Rodrigo Andrade Soares foi sedado e encaminhado para a unidade de saúde em operação que mobilizou bombeiros e policiais para o Bairro Mata do Jacinto. O motivo do surto foi o pedido de separação da sua esposa, apurou a reportagem. No começo desta noite o efeito da medicação passou e o paciente voltou a ficar descontrolado. Conforme o boletim de ocorrência sobre o caso, Rodrigo começou a desacatar os servidores da unidade, além de ter agredido o médico plantonista. A Polícia Militar foi acionada e ao chegar no local, encontrou o homem gritando e dizendo "palavras de baixo calão" aos funcionários do local. Ele precisou ser contido à força e algemado pelos policiais. Na sequência ele foi encaminhado para a Depac (Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário) do Centro. À reportagem a esposa do rapaz, uma funcionária pública, de 31 anos, informou que Rodrigo se descontrolou após ela pedir a separação. O rapaz nunca teria "surtado" como hoje e ela teme que na prisão a situação dele piore. "Ele devia ter sido sedado novamente e não ser preso. Ele está em surto, vai acabar se matando dentro da prisão", comenta. A família de Rodrigo já está em contato com um advogado e vai tentar a soltura do rapaz. Ele foi autuado na Polícia Civil pelos crimes de resistência, desacato e vias de fato. Surto - Com uma faca em mãos e bastante agitado, Rodrigo entrou em surto em uma residência na Rua Joaquim Seco Tomé com a Júlio Basmage, em Campo Grande. Assustados, seus familiares acionaram a polícia e o Corpo de Bombeiros. Até o Batalhão de Choque esteve no local e a quadra onde fica o imóvel, chegou a ser fechada como medida de segurança, já que o caso atraiu muitos curiosos no bairro. Contudo, após alguns minutos de conversa, ele foi medicado pelos bombeiros e encaminhado para a UPA (Unidade de Pronto Atendimento) do Coronel Antonino.