"O ano de 2022 será o de maior volume de investimentos", diz governador - - CANAL MS

LEIA TAMBÉM

Campo Grande (MS),

Post Top Ad

quinta-feira, 24 de fevereiro de 2022

"O ano de 2022 será o de maior volume de investimentos", diz governador -

Durante entregas na manhã desta quinta-feira (24), em Coronel Sapucaia, o governador Reinaldo Azambuja, falou sobre a saúde financeira do Estado neste último ano de administração de Mato Grosso do Sul. - Daqui até o início de março vou entregar mais 400 viaturas para a segurança pública. É prazeroso, o ano de 22 vai ser o ano de maior volume de investimentos, tanto inaugurando obras, como iniciando obras. E posso tranquilizar que todas elas com dinheiro na conta, com previsão de iniciar e terminar, não é aquela história de começa para deixar para a conta para o outro. Vamos entregar o governo muito redondo e com as contas em dia", destacou. - Na oportunidade foi autorizado o começo das obras para a construção de 27 leitos e espaços para atendimentos nas áreas de urgência e emergência, centro cirúrgico, parto humanizado e internação. Ao todo, são R$ 7,8 milhões de investimentos. A nova unidade deverá ser construída em um terreno localizado na Rua Mário Gonçalves, no Jardim da Mata e vai substituir o atual Hospital Municipal Aparício Vidal Garcia, construído em 1992. O secretário de Estado de Saúde, Geraldo Resende, afirmou que a nova unidade faz parte do projeto de regionalização da administração de Azambuja. "Será um hospital moderno e vai fazer com que a população consiga ter um local qualificado e possa recuperar sua vida. Construímos isso juntos. Estamos hoje transformando um sonho em realidade. A saúde esta sendo regionalizada e colocada para a população as ferramentas que precisa para a saúde." - A comitiva aproveitou para visitar as obras na MS-165, que fazem parte da implantação da rodovia Sul-fronteira. Ao lado do governador, o secretário de Estado de Infraestrutura, Eduardo Riedel, destacou a importância da obra que terá novas fases nos próximos dias. - "A 165 está saindo de Paranhos e vai até a sul fronteira saiu do papel. Ainda vamos dar ordem de serviço saindo de Sete Quedas e relicitar a parte de Amambai, que teve problemas com a empresa contratada. São investimentos em infraestrutura que visam levar desenvolvimento para os municípios e assim ajudar na logística e tráfego local”, destacou. - O projeto de integração Sul-fronteira visa facilitar o tráfego e encurtar as distâncias, ajudando a melhorar a economia das cidades fronteiriças, entre elas Antônio João, Ponta Porã, Aral Moreira, Coronel Sapucaia, Mundo Novo, Paranhos, e Sete Quedas. -