Prefeitura abre Refis para recuperar R$ 40 milhões dos contribuintes - CANAL MS

LEIA TAMBÉM

Campo Grande (MS),

Post Top Ad

segunda-feira, 21 de março de 2022

Prefeitura abre Refis para recuperar R$ 40 milhões dos contribuintes

Desde às 8h a Central do IPTU, localizada na rua Arthur Jorge, 500, no Centro de Campo Grande recebe os contribuintes para a primeira edição do Refis de 2022. O atendimento presencial no anexo ao lado da Prefeitura segue até às 16h. A expectativa era atender 700 pessoas nesta segunda-feira (21). Segundo a chefe da divisão de arrecadação, Djanira Magalhães, só nas primeiras horas foram 60 senhas de atendimento distribuídas. "Acredito que a horas que for divulgado na imprensa a procura deve aumentar. Até amanhã devem chegar pelos Correios nas casas das pessoas 244 mil notificações de débitos com o municípios. Deste 174 mil são só do IPTU", afirma. A Seplanfic (Secretaria Municipal de Planejamento e Finanças) o montante a receber é de R$ 40 milhões. Não foi divulgado a expectativa de quanto o Refis poderá devolver aos cofres públicos. Os descontos têm as seguintes regras: no pagamento à vista 100% de desconto do juros e multa; para parcelamentos em 6 vezes são 75% de desconto nos juros e nas parcelas de 12 vezes o desconto é de 30%. Já para aqueles que já negociaram a dívida no passado e não conseguiram cumprir com seus pagamentos, há a possibilidade de renegociar. Se o pagamento for à vista, o desconto é de 20% nos juros. Para parcelamento em seis vezes e desconto de 10% e para 12 vezes, o desconto é de 0,5%. O pagamento tanto à vista, quanto no cartão de crédito pode ser feito no local. Mas os descontos também podem ser adquiridos pela internet. No site da prefeitura é possível renegociar a dívida sem sair de casa. Vale lembrar que em caso de negociação em nome de terceiros é necessário uma procuração. Não agradou - Para os primeiros contribuintes que foram até o local, os descontos do Refis não agradaram. A pensionista Nadir Alves, 69 anos, foi tentar renegociar a dívida dos impostos de 2019, 2020 e 2021. Moradora do bairro Guanandi, a idosa já havia feito uma negociação anterior, pagando R$ 300 de entrada mais 11 parcelas de R$ 293, com 0,5% ao mês. "Eu consegui renegociar com 12 parcelas de R$ 295 sem 0,5% de juros ao mês. Eu ganho R$ 1mil de pensão e mesmo assim fica pesado para mim quitar essa dívida. Vou ver se tem uma outra condição melhor", lamentou. O aposentado Osmar Crispa, 78 anos, também não gostou da proposta, mas pagou. Recebendo apenas R$ 1,6 mil de aposentadoria ele quitou a dívida de IPTU desde 2016 por R$ 2 mil. "Estou indo embora para o Paraná e tinha essa casa no bairro Vida Nova. Não é nem de 40². Consegui vendê-la e com o dinheiro paguei os impostos atrasados. Deu a metade do valor que ficaria, mas pra mim que recebo uma aposentadoria pequena fica difícil. A gente devia ter isenção disso", comparou.