À frente da prefeitura de Ribas do Rio Pardo, João Alfredo faz balanço do primeiro ano de mandato - CANAL MS

LEIA TAMBÉM

Campo Grande (MS),

Post Top Ad

quarta-feira, 6 de abril de 2022

À frente da prefeitura de Ribas do Rio Pardo, João Alfredo faz balanço do primeiro ano de mandato

Administrando o município de Ribas do Rio Pardo desde 1º de janeiro de 2021, o prefeito João Alfredo Danieze (PSOL) tem trabalhado principalmente pelo “renascimento” da cidade, como ele mesmo afirma. Em entrevista especial para o Jornal do Estado MS ele fez uma avaliação dos primeiros 12 meses de trabalho, destacando as principais áreas de investimento. “No ano passado o foco foi a geração de emprego, quando anunciamos a Suzano e, logo em seguida, veio também a qualificação de mão-de-obra, com todo o Sistema S. Tivemos de 800 a 1000 pessoas fazendo cursos em várias áreas. Esse é o nosso grande legado, gerar emprego, qualificar mão-de-obra, e agora, a partir deste ano, iniciar as obras de infraestrutura no município, sobretudo, pavimentação, melhoria da educação, já que nós voltamos ao novo normal, intensificar a saúde, a segurança pública, devido a essa grande geração de emprego que nós estamos vivendo”, declarou. Geração de emprego A chegada da Suzano em Ribas do Rio Pardo, maior produtora global de celulose, trouxe também uma realidade diferente para os moradores e para as lideranças políticas. A fábrica está gerando milhares de empregos, e com isso, atraindo trabalhadores de todos os lugares do Brasil, que chegam ao município em busca de uma oportunidade. Esse aumento populacional gera também demandas, como melhoria do sistema de saúde, da segurança, e muito mais, como explica o prefeito. “Hoje nós temos só na fábrica diretamente duas mil pessoas trabalhando. Em Junho temos a previsão de ter cinco mil pessoas e em janeiro de 2023, três mil. Essa fábrica será inaugurada no final de 2024. E tem problemas sociais gigantes, que chegam em função da magnitude desse empreendimento, mas tenho certeza que nós vamos dar conta do recado diante de forças tarefas que estamos constituindo, cada qual na sua área”, disse. Para conseguir administrar todos esses problemas, João Alfredo conta com a parceria da Suzano e do Governo do Estado. “Logicamente que nós temos aí entre todas estas preocupações a retaguarda do governo do Estado e da própria empresa, que sabendo desse impacto, está colaborando com investimentos. A Suzano está duplicando o nosso hospital, com investimento de R$ 9,2 milhões, com 20 leitos simples e 10 leitos de UTI, todos equipados, além de uma série de outras situações”, contou. Segundo ele a empresa está investindo diretamente na cidade R$ 48 milhões e sem a necessidade de repasse para a prefeitura. “Isso é muito positivo e mostra a preocupação da empresa justamente em minimizar o máximo possível o impacto dada a magnitude dessa obra”, avaliou. Vida pública e vitória nas urnas Natural de Auriflama (SP), João Alfredo tem 58 anos e é formado em Direito. Se mudou para Ribas do Rio Pardo em 1993, atuando na advocacia e no empreendedorismo. Mas a vontade de fazer mais pelas pessoas levou João a iniciar um trabalho voluntário em 1994, quando passou a atuar como fiscal do uso do dinheiro público. A vitória nas urnas veio após quatro tentativas. Em 2004 foi candidato a prefeito, não sendo eleito. Em 2008 foi candidato a vice-prefeito e sua chapa chegou a vencer as eleições, mas comprometido com suas convicções e com a população, se tornou o primeiro e único vice-prefeito a renunciar ao cargo por não concordar com as ações do então prefeito eleito. Em 2012 e 2016 João disputou novamente a vaga de prefeito, sem êxito. Em 2018 foi candidato a Governador do Estado, mas a vitória veio apenas em 2020, quando foi eleito com 3.469 votos, 34,33% do total, em uma disputa histórica, já que é o primeiro prefeito eleito pelo PSOL (Partido Socialismo e Liberdade) em Mato Grosso do Sul. Ao falar sobre sua trajetória política, ele explica como está sendo a experiência de comandar a cidade. “É totalmente diferente da iniciativa privada. Não é fácil administrar um município caótico, abandonado, com toda uma estrutura arcaica e colocar a casa em ordem. Foi isso que começamos a fazer a partir de janeiro do ano passado e estamos tentando reestruturar, tentando arrumar a casa para depois, então, investir em infraestrutura”, afirmou. Sobre sua eleição após tantas tentativas, ele avalia ser resultado da coerência do seu projeto político. “Brizola dizia o seguinte: política é coerência. E eu segui essa coerência ao longo dos anos. Eu sempre fui fiscal do uso do dinheiro público, sempre acompanhei isso, sempre denunciei as falcatruas e a população foi acompanhando essa minha toada ao longo de 20 anos. Isso fez com que, passadas quatro eleições, percebessem isso, um amadurecimento político”, pontuou. Com 68% de oposição na Câmara, João avaliou também como tem sido a costura política junto ao legislativo municipal em busca do melhor para Ribas do Rio Pardo. “Desde o início da administração não está sendo boa esta ligação Executivo-Legislativo, por uma razão muito simples: só tenho uma vereadora do meu partido, embora tenham alguns vereadores que amam essa cidade como eu amo e sabem que efetivamente as coisas tem que caminhar, não temos a maioria lá dentro. E, por não ter a maioria, existem algumas restrições aos projetos que são encaminhados, mas nós vamos vencendo com a opinião pública, que na hora certa trabalha em cima e consegue aprovar os projetos de interesse da comunidade”, garantiu. Desenvolvimento Distante 102 quilômetros de Campo Grande, o município de Ribas é o 3º maior do Estado em território, mostrando também um crescimento populacional cada vez maior. Para garantir a qualidade de vida de quem vive e quem chega na cidade, o objetivo é investir em serviços e infraestrutura. “Ribas vive o maior investimento privado da América Latina. Mas os problemas acompanham todo esse incremento e nós estamos com uma equipe pequena, mas muito comprometida com o serviço público e vamos procurar dar o melhor para que Ribas renasça. Tem muita gente vindo para cá, investindo na cidade em várias atividades econômicas, hoje com bastante lucratividade, como é o ramo da hotelaria, da construção civil, gastronomia e por aí vai. A tendência agora é justamente essa, de aumentar cada vez mais”, explicou. O prefeito falou também sobre a importância da mão-de-obra que chega de outros estados para trabalhar na Suzano e da preocupação em receber bem esses trabalhadores. “Hoje 85% dos trabalhadores têm origem em outros estados. Isso é uma situação que faz com que a gente esteja sempre alerta. Mas nosso objetivo é melhorar ainda mais. Estamos na contramão dos outros municípios do Brasil. Temos pleno emprego. Isso traz uma valorização maior da mão-de-obra. Então, hoje nós precisamos de muito trabalhador e quem vier para cá será bem recebido”, garantiu. Administração moderna Historicamente Ribas do Rio Pardo nunca teve uma reserva de caixa para investimentos de urgência, realidade que vem mudando graças à experiência de João Alfredo na iniciativa privada. “Esse é um trabalho de gestão, como toda empresa faz. Nós aprendemos na iniciativa privada e trouxemos para cá. É ter cuidado do gasto de centavo por centavo, saber gastar, saber comprar, e, logicamente, fechar as torneiras de recursos que iam para algumas situações não republicanas. Temos feito isso e tem dado resultado. Hoje, essa economia que fizemos ao longo do ano, decorrente da gestão não só do gasto, mas também de receita, estamos aplicando em obras, em serviços públicos, em intensificando uma série de novidades que vem por aí”, finalizou.