MS tem três pré-candidaturas ao Senado, mas cinco nomes são cogitados a disputar vaga - CANAL MS

LEIA TAMBÉM

Campo Grande (MS),

Post Top Ad

segunda-feira, 25 de abril de 2022

MS tem três pré-candidaturas ao Senado, mas cinco nomes são cogitados a disputar vaga

Com apenas uma vaga para o Senado Federal neste ano, MS tem cinco nomes cotados para entrar na disputa pela cadeira. Todavia, apenas três siglas já oficializaram seus pré-candidatos, até o momento. Dos cinco nomes cotados, apenas a ex-ministra Tereza Cristina (PP), Juiz Odilon (PSD) e Tiago Botelho (PT) tiveram a pré-candidatura anunciada e seguem com a pré-campanha voltada ao Senado. No entanto, a indefinição no cenário político estadual abre portas para Luiz Henrique Mandetta (União Brasil) e ao promotor Sérgio Harfouche (Avante) - as duas legendas ainda não teriam decidido se entram ou não na disputa. Apesar de ter três nomes oficialmente, a única pré-candidatura que está sendo articulada é de Tereza Cristina, que tem feito ‘amarrações’ a diversos partidos políticos do MS e que segue em apoio mútuo ao PSDB, onde apoia o pré-candidato tucano ao Governo do Estado em troca de coligar com a sigla para compor a chapa majoritária. Juiz Odilon segue andando pelo Estado com o pré-candidato ao Governo do PSD, Marquinhos Trad. Já Tiago Botelho ainda trabalha na pré-campanha dentro do PT e visita os demais diretórios estaduais pelo MS. Vai ou racha Distante do meio político, o ex-ministro Luiz Henrique Mandetta manifestou que tem interesse em disputar a vaga ao Senado, porém aguarda as definições do partido e do cenário político para falar sobre o assunto. Enquanto Mandetta não define o jogo, Harfouche é um dos nomes cotados a compor a chapa majoritária na coligação com o União Brasil e o Avante.