Ação cobra devolução imediata dos valores que foram "confiscados" pela Flexpark - - CANAL MS

LEIA TAMBÉM

Campo Grande (MS),

Post Top Ad

terça-feira, 3 de maio de 2022

Ação cobra devolução imediata dos valores que foram "confiscados" pela Flexpark -

Após 20 anos de vigência, o contrato entre a prefeitura e a Flexpark, empresa responsável pela administração de vagas de estacionamento rotativo na área central de Campo Grande, chegou ao fim em março deste ano. Com o fim da concessão, o estacionamento deixou de ser cobrado, porém os valores em crédito dos usuários foram “confiscados” pela empresa. - Para tentar reaver os valores retidos pela empresa, o deputado estadual Paulo Duarte (PSB) ingressou com Ação Civil Pública no MPMS (Ministério Público de Mato Grosso do Sul), para questionar a atitude da empresa e pedir a devolução dos créditos aos consumidores. - “A empresa fechou as portas levando o dinheiro dos consumidores, isso configura apropriação indébita. Essa é mais uma forma descarada e agressiva de roubar o consumidor. Quereremos que o dinheiro seja devolvido a quem é de direito. Tem clientes com 40, 50 e mais de 100 reais retidos, o valor pode parecer pouco individualmente, mas se somar os valores de milhares de usuários, se torna um grande montante”, explicou o parlamentar. -