Obra de pavimentação da MS-166 avança, melhorando a logística em direção à Bioceânica - CANAL MS

LEIA TAMBÉM

Campo Grande (MS),

Post Top Ad

sexta-feira, 13 de maio de 2022

Obra de pavimentação da MS-166 avança, melhorando a logística em direção à Bioceânica

 Interligando regiões de produção de grãos, cana e carne de Maracaju, Nioaque, Guia Lopes da Laguna, Jardim, Antônio João, Caracol e Ponta Porã, o Governo do Estado implanta 37,6 km de pavimentação asfáltica na MS-166, entre a MS-460 (Água Fria) e a BR-267, com investimentos de R$ 54,6 milhões. A chegada da infraestrutura amplia a malha rodoviária, criando novas alternativas de transporte em direção à Rota Bioceânica (Porto Murtinho).

Na outra ponta da MS-166, no trevo com a MS-270, o Estado concluiu o asfaltamento de 23,76 km, da Cabeceira do Apa (Ponta Porã) a Antônio João. A partir de Guia Lopes da Laguna, duas frentes de obras de pavimentação avançam pela MS-382 em direção à MS-166, totalizando 77,2 km. Integrando o corredor de produção, também foram concluídos 10,36 km entre as MS-382 e MS-270. O investimento total soma R$ 266 milhões, recursos do Fundersul.

“Nós estamos ligando regiões produtivas importantes. O Estado recuperou a capacidade de investir e se tornará uma zona de convergência dos mercados importador e exportador. É por isso que somos o primeiro em investimento per capita do Brasil. A nossa economia vai bem e os investimentos são importantes porque fortalecem a estrutura de logística, tornando nossos produtos mais competitivos”, afirma o governador Reinaldo Azambuja.

A pavimentação asfáltica em execução pelo Governo do Estado nas regiões Sul e Sudoeste anexa importantes rodovias situadas próximas ou na linha de fronteira com o Paraguai – o chamado tronco Apaporé, aberto na década de 1980 pelo ex-governador Pedro Pedrossian – a outros polos regionais de produção. Também cria caminhos seguros para o escoamento do agronegócio e o desenvolvimento do turismo, além de levar desenvolvimento aos municípios.